Entretenimento

Mostra de Rossana Jardim é aberta e encerra-se no dia 1º de novembro

diario da manha

Cult. Inventiva. Com glamour refi­nado. É a exposição da multifacetada artista plástica Rossana Jardim. Inusi­tado, o título é ‘Ciclorama – Grafismo Art Déco’. Uma referência aos 15 anos do tombamento do patrimônio arqui­tetônico, artístico e cultural art déco em Goiânia, Capital de Goiás. Com suporte da Lei Municipal de Incentivo à Cultu­ra, a mostra ocorrerá no Iphan.

– A art déco remonta à minha infância. Com o badalar do reló­gio instalado na Avenida Goiás.

PIRENÓPOLIS

O encerramento está progra­mado para ocorrer dia 1º de no­vembro. Não custa lembrar: depois do primeiro e segundo turnos das eleições, no mesmo local. A mos­tra será transferida para a histórica Pirenópolis, point turístico, gastro­nômico e cultural do Centro-Oes­te. Com data programada para 13 de novembro a 19 de janeiro do ano que vem – 2019, no Iphan.

– Reminiscências da minha história na cidade.

O curador de ‘Ciclorama – Grafismo Art Déco’ é Antonio da Mata. Registro: a mostra é forma­da por 18 peças, informa ao jornal Diário da Manhã Rossana Jardim. Elas destacam parte do patrimô­nio arquitetônico em art déco da cidade de Goiânia. Em tempo: classificado como um dos mais ricos do mundo, explica a ícone da cultura em Goiás.

– Trata-se de uma homenagem aos pioneiros de Goiânia.

PONTOS HISTÓRICOS

O Coreto da Praça Cívica, com a Avenida Goiás, o relógio da pró­pria Avenida Goiás, a antiga mure­ta do Lago das Rosas, o velho Tea­tro Goiânia, centro da prisão em 13 de dezembro de 1968, há exa­tos 50 anos, de Sobral Pinto, ad­vogado defensor das liberdades, a Estação Ferroviária, e o trampo­lim do Lago das Rosas constituem fontes de inspiração para as obras.

– Cada uma deu origem a três trabalhos diferentes.

 

Serviço

Exposição: ‘Ciclorama – Grafismo Art Déco’

Artista plástica: Rossana Jardim

Local: Iphan

Endereço: Rua 84, número 61, Setor Sul, Goiânia

Avaliação crítica: excelente

 

Comentários