Entretenimento

Ferreomodelismo desperta imaginação com réplicas perfeitas

Colecionismo é uma opção na quarentena. Tradição do trem de ferro chama atenção pelo fácil acesso e memória nacional

diario da manha

O arquiteto aposentado Nicolau Calil Musse, 75, aproveita o tempo que passa em casadurante a quarentena, em Goiânia, para praticar ferreomodelismo.

Ele sempre gostou de miniaturas, até mesmo pela profissão, que tem como uma das especialidades as tradicionais maquetes de prédios e meios urbanos.

Agora, ele viaja no tempo.

“Elas remetem à minha infância em Guaxupé (MG), quando andava de trem, passando por Mococa, Casa Branca, Ribeirão Preto e Uberlândia. Talvez por isso eu goste dos modelos antigos de locomotivas e vagões, principalmente da Companhia Mogiana”, diz o arquiteto

Musse diz que começou sua atividade há 40 anos.

Primeiro com uma composição, trilhos e alguns desvios. Depois adquiriu vários acessórios.

“Hoje possuo cerca de 60 vagões e 10 locomotivas. Já minha maquete, que mede 4 m x 2 m, foi iniciada há três anos, e agora a estou ampliando em 1 metro na largura”, explica o colecionador.

O ferreomodelismo é um hobbie de custo médio. Uma locomotiva pode sair por valores que variam de R$ 250 a R$ 600, em média.

Um kit básico para começar pode chegar a R$ 400. Diferente de trens de “brinquedo”, os produtos de empresas profissionais como a Frateschi possibilitam uma maior comunicação entre os adeptos.

“Elas remetem à minha infância em Guaxupé (MG), quando andava de trem, passando por Mococa, Casa Branca, Ribeirão Preto e Uberlândia. Talvez por isso eu goste dos modelos antigos de locomotivas e vagões, principalmente da Companhia Mogiana”, comenta o arquiteto.

COMO COMEÇAR

O site www.minimundi.com.br é um dos comerciantes de produtos. É possível encontrar vários modelos. Outra empresa que comercializa e fabrica produtos é a Frateschi, que desenvole trens elétricos em miniaturas e réplicas. Originária de Ribeirão Preto, é uma das maiores especialistas no ramo. Ela utiliza, por exemplo, a escala H0 para fabricar seus produtos.

Mais popular entre os ferromodelistas, este padrão possibilita troca e vendas entre os apaixonados pelo hobby.

Nos portais de negócio como Mercado Livre e Ebay o interessado também pode começar sua coleção, com produtos raros e mesmo artesanais.

Comentários