Entretenimento

007: Pistola usada por Sean Connery em filme será leiloada

A expectativa da casa de leilões Julien's Auctions, situada em Beverly Hills, é que o equipamento seja arrematado por um valor em torno de US$ 150 mil e US$ 200 mil

diario da manha
O ator Sean Connery morreu aos 90 anos no final de outubro. Ele foi o primeiro agente 007 dos cinemas. Foto: Reuters

A casa de leilões Julien’s Auctions, situada em Beverly Hills, negociará no dia 6 de dezembro a arma utilizada pelo ator Sean Connery no filme “007 Contra o Satânico Dr. No”. A pistola semiautomática Walther PP ficou conhecida após ser manuseada pelo artista na obra de 1962. A produção audiovisual marca a primeira aparição do agente secreto no cinema. As informações são da agência Reuters e foram publicadas pelo G1.

A expectativa da casa de leilões é que o equipamento seja arrematado por um valor em torno de US$ 150 mil e US$ 200 mil, conforme a empresa. Connery morreu aos 90 anos no último dia 31 de outubro nas Bahamas.

Foto: Reuters

De acordo com o comunicado emitido pelo diretor-executivo da casa de leilões, Martin Nolan, a pistola é um dos itens de maior popularidade do segmento cinematográfico. “A silhueta de 007 segurando esta arma se tornaria a imagem mais emblemática da franquia James Bond e uma das referências pop mais reconhecíveis de todos os tempos”, apontou, conforme o G1.

Segundo a matéria, a pistola foi adquirida por meio do fornecedor britânico de armamentos do filme, o Bapty. Ela foi vendida pelo estabelecimento em 2006. Além da pistola, outras peças também serão leiloadas. Como por exemplo: o capacete que Tom Cruise usou no filme “Top Gun – Ases Indomáveis”, em 1986. Outro item que será negociado é o primeiro vestido usado pela ex-primeira-dama norte-americana Michelle Obama, conforme o G1.

Connery marcou a franquia 007

De acordo com o G1, Sean Conney tinha mais de 50 anos de carreira. Ao longo da trajetória atuou em 94 filmes. Foi o primeiro James Bond da franquia que narra a espionagem do agente 007, criado por Ian Fleming. Entre os anos 60 e 80 estrelou: “O satânico Dr. No”, “Moscou contra 007”, “007 contra Goldfinger”, “007 Contra a chantagem atômica”, “Com 007 só se vive duas vezes” , “007 – Os diamantes são eternos” e “007 – Nunca mais outra vez”.

Conforme a matéria, o ator teve seu trabalho reconhecido por mais de 30 prêmios. Como por exemplo: O Globo de Ouro, por três vezes, e o Bafta, outras duas.

Comentários