Entretenimento

Duda Reis acusa Nego do Borel de estupro, ameaça de morte e transmissão de HPV

diario da manha

Na manhã desta quinta-feira (14), Duda Reis registrou um boletim de ocorrência (B.O) contra seu ex-noivo Nego do Borel. De acordo com o documento, a atriz acusa o cantor de estupro de vulnerável, injúria, ameaça, lesão corporal, violência doméstica e transmissão de HPV.

Duda contou que a primeira agressão foi no carnaval de 2018, quando o funkeiro apertou seus braços e deixou lesões. No mesmo ano, em uma viagem a Portugal com o Borel, foi dopada, ingerindo comprimidos por pressão do cantor.

Segundo a atriz, o cantor mantinha relações sexuais não consentidas sempre que voltava de seus shows, quando ela estava sob efeito de remédios. Ela afirma que dizia para ele não continuar, mas não era ouvida.

Leia também: Globo é condenada a indenizar participante de quadro do Caldeirão do Huck

Além disso, Nego do Borel a ameaçou com uma faca em novembro de 2019, por motivo de ciúmes. Ele dizia que iria matá-la. O documento ainda diz que Duda Reis teve uma HPV, infecção sexualmente transmissível, sendo alegado que contraiu do artista.

“Vítima foi traída diversas vezes pelo autor sem que soubesse, e que contraiu HPV do autor. Duda só teve um parceiro sexual antes do agressor. Ele manteve relação sexual com outras mulheres”.

A atriz pediu medida protetiva com base na Lei Maria da Penha. Ou seja, Nego não pode se aproximar dela e nem contatá-la.

Nego do Borel responde:

Através de seu perfil no Instagram, o funkeiro negou as acusações. “Sim eu traí e foi essa a contribuição para o fim do nosso relacionamento. As contribuições dela para o fim do nosso relacionamento eu prefiro não expor até o momento. Eu nunca agredi ela, nunca pratiquei qualquer tipo de violência contra ela e agora nós vamos em alguns fatos que não estão sendo contados corretamente”, disse.

Comentários