Entretenimento

Globo é condenada a indenizar participante de quadro do Caldeirão do Huck

diario da manha

A Rede Globo foi condenada a indenizar a manicure Vânia Ibraim de Oliveira no valor de R$ 30 mil. A participante do quadro ‘Mandando Bem’, do Caldeirão do Huck, alegou que não recebeu todos os prêmios que lhe prometeram. As informações são do Notícias da TV, do portal UOL.

De acordo com o processo, as promessas do programa foram: entrega de uma moto reformada e outras duas motos novas; pagamento salário enquanto Vânia estivesse realizando o treinamento de empreendedorismo; R$ 30 mil de capital de giro; um veículo da marca Saveiro; dois laptops; trailer itinerante para o atendimento de clientes; abertura da empresa e obtenção das licenças necessárias; e elaboração do site da marca e de toda a identidade visual da empresa.

Leia também: Jornalista Adriana Araújo deixará a Record após critica a Bolsonaro

Segundo a publicação, a participante não conseguiu regularizar a situação dos veículos e das empresas e o trailer não veio com os alvarás necessários para funcionar.

O caso foi dado como julgado após decisão do desembargador Nagib Slaibi, relator do processo na 6ª Câmara Cível do Rio de Janeiro. Portanto, não cabe mais recurso.

Além disso, a Globo também terá que pagar um salário de R$ 1,9 mil  pelo tempo que ela ficou à disposição do programa, regularizar a situação do trailer e providenciar os acertos tributários no nome de Vânia Ibraim junto à Receita Federal.

Leia também: Paola Carosella pede demissão da Band após 6 anos

Globo é condenada a indenizar a manicure Vânia Ibraim, participante de quadro ‘Mandando Bem’, do Caldeirão do Huck. (Foto: Reprodução)

Comentários