Entretenimento

Morro de São Paulo, a Bahia e seus encantos

O DM TURISMO te convida a conhecer o Morro de São Paulo, localizado na ilha de Tinharé/BA

diario da manha
Foto: Salma Ataíde

Na Bahia cada metro quadrado possuí atrativos e, na orla são tantos os encantos que os dias passam envolvidos em raras belezas. Hoje iremos conhecer o Morro de São Paulo, pertencente a Ilha de Tinharé, onde fica o vilarejo de Cairú, no baixo sul baiano. Um dos destinos muito apreciados pelos moradores do estado e turistas nacionais e do exterior, que buscam um contato direto com a natureza, um retorno ao passado, praias de águas transparentes e aquecidas e um visual de tirar o fôlego.

Saindo de Goiânia em um voo médio de 1h55 ou percorrendo a distância de 1.646 km de carro, ônibus interestadual ou de turismo, com o tempo aproximado de 16h30 ou um pouco mais, até Salvador, capital da Bahia de Todos os Santos.

Para chegar a ilha é preciso utilizar um transporte aéreo ou aquático. No porto de Salvador o transporte mais usado é o catamarã, uma embarcação coletiva. A viagem deslumbrante de 2h30 em alto mar é uma animação, até a ilha paradisíaca.

Logo na chegada preparem- se para subir uma ladeira, até alcançar a cidadezinha. Inclusive, existem vários nativos com carrinhos de mão, que oferecem transporte para as bagagens dos turistas, com preços à combinar, até a locação. Mas vale a pena cada centímetro percorrido. Um dos prêmios é o vislumbre da igreja Nossa Senhora da Luz, uma construção concluída em 1845.

A pequena vila colorida, cercada de muito verde, conta com apenas um posto de saúde e, vários hotéis, pousadas, restaurantes e bares, para todos os gostos e condições financeiras. Com construções centenárias e modernas, lojinhas com artigos para banho e artesanatos, multicores e atrativas.

Para esbaldar- se, a profusão de belezas e águas límpidas, as mais badaladas são as conhecidas Primeira e Segunda praias, onde acontecem muitas festas noturnas, grande movimentação de pessoas e as melhores estruturas de bares e restaurantes.

Para chegar nas Terceira e Quarta praias (ou do Encontro, Gamboa, do Pontal ou Guarapuá), mais desertas, o interessante é locar um transporte alternativo como: bicicletas ou charretes e encantar- se com as piscinas naturais, o verde exuberante e um céu de azul turquesa. Com a maré baixa durante o dia é possível locomover- se em grandes distâncias, em um mar raso, calmo, morno e transparente.

Todos devem aproveitar e apreciar um interessante retorno ao pretérito, conhecendo o Casarão, Fonte Grande ou Fonte do Imperador, construções seculares, um resquício das canalizações de águas do tempo do Império.

Outro lugar imperdível é a trilha para subida ao Alto do Farol, em formato de escadas estruturadas, com corrimão, cercada de floresta nativa, onde no final do cume existe uma duplicação, que à direita levam ao Mirante, com uma visão panorâmica e um por do sol inigualável. À esquerda um bar incrível que oferece passeios de tirolesa, uma descida de 340 m até a Primeira praia.

Outra escolha para agregar emoções são os passeios de lancha ou no famoso Pirata do Morro, uma embarcação rústica, conhecida como o barco da alegria, percorrendo a Ilha de Caitá, a Fortaleza Tapirandú, até chegar em Gangoa, com seus paredões de argila. No local um restaurante oferece bebidas, comidas típicas e frutos do mar.

O setor hoteleiro do local oferece conforto e aconchego em suas estruturas, mas devem ser planejadas e reservadas com antecedência. Morro de São Paulo, um lugar que deve estar na lista de preferência em turismo. Boa viagem!

Comentários