Entretenimento

Por não querer realizar shows durante pandemia, Luisa Sonza é processada em R$ 470 mil por produtora

diario da manha

Uma empresa de shows está processando a cantora Luisa Sonza por romper contrato e cancelar oito shows durante a pandemia. A ex-produtora da artista alega que ela não aceitou cumprir sua agenda em 2021.

A cantora encerrou o contrato com a equipe que negociava seus shows em outubro de 2020, através de um telegrama. Com isso, a empresa cobra na Justiça o pagamento da multa contratual e de comissões totalizados em cerca de R$ 470 mil.

Leia também: Após furar bloqueio para transar, idoso culpa vacina: “Aumentou o meu tesão”

De acordo com o jornal O Dia, a agência diz ter sido surpreendida, já que mesmo em meio à pandemia da Covid-19, atendeu todas as exigências de Luisa Sonza.

Além disso, eles afirmam que arcaram com os custos da estrutura montada para atender seus interesses e procurando alternativas de shows e firmando compromissos, tudo isso gerar qualquer ônus financeiro à cantora.

Leia também: Fiscalização de Hidrolândia fecha festa com participacão de Henri Castelli

Segundo a matéria, o cachê da musa do pop girava em torno de R$ 40 a R$ 60 mil. A produtora quer ser indenizada pelos oitos shows não cumpridos da agenda, que totalizariam o valor de R$ 405 mil. 

Comentários