Entretenimento

Army of the Dead: O que aconteceu com Vanderohe? Entenda o final do filme

Na trama, um grupo de mercenários liderado por Scott (Dave Bautista) precisa realizar um assalto ambicioso em Las Vegas, mas há um grande empecilho: a cidade está infestada de mortos-vivos, e conseguir a grana será quase uma missão suicida

diario da manha
Army of the Dead: Entenda o final do filme de Zack Snyder Foto/Reprodução - IGN Brasil

Vem cá, já assistiu a Army of the Dead: Invasão em Las Vegas, novo filme de zumbis de Zack Snyder na Netflix, e quer saber mais sobre AQUELE final? Ou ainda não viu, mas não se importa com spoilers e quer entender o desfecho? Se liga nessa explicação.

Foto/Reprodução – IGN Brasil 

Final explicado de Army of the Dead

No fim de Army of the Dead, temos apenas dois protagonistas vivos: Kate Ward (Ella Purnell) e Vanderohe (Omari Hadwick). Scott Ward (Dave Bautista), vale lembrar, foi mordido e infectado na batalha contra Zeus e foi morto pela filha, Kate, antes que se transformasse.

No entanto, o verdadeiro gancho para um possível Army of the Dead 2 reside em Vanderohe. Após ser trancado no cofre por Dieter (Matthias Schweighöfer), ele sobrevive à explosão nuclear para acabar com os zumbis em Vegas e pega um voo particular para o México.

Mas como Vanderohe sobreviveu? 

Foto/Reprodução – Adoro Cinema

No meio da missão, a equipe descobre que o ataque nuclear em Army of the Dead foi adiantado em 24 horas. Apesar de suas dúvidas iniciais, Vanderohe forma uma amizade improvável com Dieter.

Este último sacrifica sua vida para fechar a porta do cofre com Vanderohe ainda dentro. As paredes do cofre devem ter sido grossas o suficiente para resistir a um ataque nuclear de baixo rendimento. Quando Vanderohe surge do lado de fora com sacos de dinheiro, a cidade se transforma em um deserto nuclear.

Foto/Reprodução – Adoro Cinema

Mais tarde, ele aluga um avião e decide aproveitar a vida um pouco. No entanto, ele logo descobre uma marca de mordida em seu corpo. Não está claro se ele foi mordido pelo próprio Zeus ou por um dos outros zumbis.

De qualquer forma, a infecção saiu de Las Vegas e está se dirigindo para a Cidade do México. Existem várias possibilidades do que pode acontecer a seguir, em um possível Army of the Dead 2.

Vanderohe pode se matar e acabar com o surto ali mesmo. Ele pode virar todos os membros da tripulação do avião, e ele pode cair antes de chegar ao seu destino, matando todos a bordo.

Ele e outras pessoas infectadas podem pousar com segurança no México e causar um surto lá. Se Zeus realmente o mordeu, ele pode se transformar no próximo Rei Alfa. Isso pode levar Tanaka a enviar outra equipe de mercenários para a Cidade do México.

Foto/Reprodução – IGN Brasil

Então prestes a pousar no país latino, Vanderohe começa a se sentir mal após brindar com as aeromoças do voo. Em uma rápida ida ao banheiro para lavar o rosto, ele (junto a nós, público) descobre que foi mordido e se larga a rir em desespero. Afinal, quão irônico é sobreviver a uma bomba nuclear, mas sem antes ter sido infectado por um zumbi?

Com a morte de Zeus e sendo o novo “paciente zero” desse “reboot” de zumbis, é provável que Vanderohe assuma como líder da nova horda de zumbis e do novo surto que começará no México.Prequel e anime de Army of the Dead

Foto/Reprodução – IGN Brasil

Embora a continuação de Army of the Dead não tenha sido oficializada pela Netflix, a plataforma já confirmou dois spinoffs, ambos ambientados antes dos eventos do filme de Zack Snyder e com roteiro escrito por Shay Hatten e produção de Zack e Deborah Snyder.

Ao IGN Brasil, Snyder disse que tem “muitas ideias do que vamos fazer em seguida. Existe algo em particular no qual estou trabalhando agora, mas vou deixar como uma pequena surpresa. Basta dizer que queremos fazer um grande filme aqui, em breve”.

Foto/Reprodução – IGN Brasil

A animação Army of the Dead: Lost Vegas terá seis episódios e mostrará o começo do surto em Vegas. Será, também, uma “história de origem” para Scott Ward (Bautista). Ana de la Reguera (Maria Cruz), Tig Notaro (Marianne Peters), Hardwick (Vanderohe) e Purnell (Kate) voltarão para dublar seus respectivos personagens.

Army of Thieves, por sua vez, será um filme live-action prequel dirigido e estrelado por Matthias Schweighöfer, que interpreta Dieter em Army of the Dead. A data de estreia está prevista apra o fim de 2021.

Foto/Reprodução – IGN Brasil

Em Army of the Dead, após um surto zumbi em Las Vegas, nos Estados Unidos, um grupo de mercenários se arrisca na zona de quarentena para tentar realizar o maior assalto de todos os tempos.

O enredo de Army of The Dead

A história começa com um comboio militar dos EUA transportando uma carga misteriosa da Área 51. De repente, o veículo que transportava a carga colide frontalmente com um carro que transportava dois recém-casados. Da carga danificada, um zumbi emerge. 

Foto/Reprodução – IGN Brasil

Terrivelmente rápido e poderoso, ele mata todos os soldados, exceto dois, que ele transforma em zumbis. Eles encontram o caminho para Las Vegas, Nevada , e causam um surto de zumbis. O governo dos EUA envia militares para impedir a propagação, mas não funciona. No final das contas, uma parede de contêineres é construída ao redor da Cidade do Pecado para manter o surto dentro de Las Vegas.

O ex-mercenário Scott Ward atualmente trabalha em uma lanchonete. Ele já resgatou várias pessoas de Las Vegas, incluindo o Secretário de Defesa dos Estados Unidos. No entanto, ele não tem muito o que mostrar. O dono do cassino bilionário Bly Tanaka o visita e pede que ele recupere $ 200 milhões do cofre de seu cassino.

Foto/Reprodução – IGN Brasil

Em troca, Scott e sua equipe receberão $ 50 milhões desse dinheiro. Após algumas considerações, Scott aceita o trabalho. Ele primeiro convence Maria Cruz e Vanderohe, membros de sua antiga unidade mercenária, a se juntar a ele em Army of The Dead. 

*Com informações dEntretenimento MSN, Streamings Brasil e IGN Brasil

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Leia também:

Comentários