Entretenimento

Deve sair em um ano com custo reduzido de produção: Play Station 5 Slim

Exclusividade do remake de Final Fantasy 7 e de sua nova versão que deve acabar no final do ano

diario da manha
O objetivo da empresa é superar os 14,8 milhões de unidades vendidas do segundo ano do PlayStation 4. Foto/Reprodução - The Enem

Empresas parceiras da Sony na produção do PlayStation 5 estariam se preparando para iniciar a produção de um modelo do console com novo projeto interno, supostamente com nova APU da AMD em 6 nanômetros, em oposição à atual de 7 nm.

A informação vem do site Tom’s Hardware que teve acesso a relatório da empresa publicado no portal taiwanês especializado, DigiTimes.

 Jogos que são disponíveis para PS5:

  • Devil May Cry 5 Special Edition (Capcom)
  • Final Fantasy XVI (Square Enix)  
  • Five Nights at Freddy’s Security Breach (Steel Wool Studios and ScottGames)
  • Hogwarts Legacy (Warner Bros. Games)
  • Novo God of War (Santa Monica Studio)
Exclusividade de Final Fantasy 7 tem data para acabar Foto/Reprodução – Square Enix

E falando em Final Fantasy, o Final Fantasy 7 Remake Intergrade, foi revelado de que o jogo deve se manter exclusivo do PS5 por, pelo menos, seis meses. Assim sendo, como esta versão será lançada em 10 de junho, o mais provável é que chegue em outros consoles ou no PC a partir de 10 de dezembro.

Vale lembrar ainda que a atualização gratuita do jogo do PS4 para o PS5 estará disponível apenas para quem comprou o primeiro game, não para a versão lançada na PS Plus.

Segundo o CFO da Sony, Hiroki Totoki, o objetivo da empresa é superar os 14,8 milhões de unidades vendidas do segundo ano do PlayStation 4, e como a escassez de semicondutores não deve ter uma melhora significativa no futuro próximo, a estratégia da Sony deve focar em melhorar outras etapas da produção que resultem num maior volume de entrega de consoles.

O suposto PlayStation 5 Slim teria foco principalmente em novo projeto interno, possibilitando reduzir os custos e aumentar os volumes de produção. Atualmente, o PS5 utiliza o system-on-chip da AMD fabricado pel processo N7 da TSMC em microarquitetura de 7 nanômetros. Com a possibilidade atualizar a produção para o processo N6, em 6 nm, seria possível reduzir custos de produção, aumentar volume de entrega.

O novo processo N6 tem um ciclo de produção reduzido e entrega uma densidade de transistores 18% maior que o N7, garantindo que, mesmo com novo chip, não haja necessidade de alterações significativas no projeto interno como um todo, reduzindo custos e aproveitando o ecossistema de montagem já existente para o PS5 atual.

A Sony já vendeu 7,8 milhões de unidades do PlayStation 5 desde seu lançamento, entrando para a lista de consoles que venderam mais rápido na história da indústria, e apesar da demanda ainda exceder a capacidade de produção, fontes na indústria esperam que os parceiros da Sony na produção entreguem mais 10 milhões de unidades em 2021.

*Com informações dThe Enemy e Tecnoblog

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Leia também:

Comentários