Entretenimento

'Não autorizo esse débil mental cantar a minha música', diz autor após Netinho cantar em evento bolsonarista

diario da manha

Manno Góes, ex-banda Jammil e autor do hit ‘Mila’, se revoltou ao saber que Netinho cantou a música em ato pró-Bolsonaro no Dia do Trabalho, na Avenida Paulista, em São Paulo.

Através de seu twitter, Góes contou que entrou na Justiça para retirar os vídeos que a música aparece na manifestação.

“Netinho ontem cantou Milla no ato em que pessoas brancas, na Paulista, gritavam eu autorizo’, para Bolsonaro. Autorizam o que? Golpe militar? Portanto, eu NÃO AUTORIZO esse débil mental de cantar minha música. Já entrei na justiça e retirarei todos os vídeos que tiverem isso”, escreveu.

Leia também: Polícia prende marido de MC Marcelly por cárcere privado

Em 2020, Netinho apareceu em uma live de Bolsonaro e foi saudado por apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada, em Brasília, que cantaram em coro o refrão do sucesso nos anos 90.

 No evento do último sábado (1), manifestantes se aglomeraram pedindo intervenção militar.

‘Não autorizo esse débil mental cantar a minha música’, escreveu Manno Góes após o artista cantar em evento bolsonarista.

Comentários