Entretenimento

App de fazer caricaturas 'Voilá Al Artist' pode oferecer riscos à privacidade

O App é o novo queridinho do momento, mas entenda os riscos após usar a ferramenta

diario da manha
Foto/Voilá Al Artist

O App é o novo queridinho do momento, mas entenda os riscos após usar a ferramenta.

Imagem de: App 'Voilá Al Artist' pode trazer riscos à privacidade

Voilá Al Artist é um App que permite que as pessoas transformem suas selfies em desenhos 3D. Aparentemente o App é simples e pode parecer não trazer nenhum risco, porém especialistas da Kaspersky avaliaram a segurança do App (que está uma febre das redes sociais) e trazem um alerta quanto aos riscos que a funcionalidade.

Segundo os especialistas, ao analisarem os termos de privacidade da aplicação, notaram que uma das cláusulas afirma que fotos enviadas se tornam propriedade da empresa. Porém é preciso saber o que acontece com os materiais, quais são os destinos deles, e o uso. Os riscos estão exatamente em não saber, com clareza, se as imagens está ou não seguras.

Por isso, é preciso avaliar potenciais problemas relacionados ao uso do reconhecimento facial no lugar de senhas, seja no desbloqueio do celular ou no acesso ao internet banking, por exemplo. A equipe também reconhece que dificilmente uma companhia usaria as imagens, mas burlar uma autenticação pode colocar em risco os bancos de dados e estar sujeitos a ataques cibernéticos no futuro.

Para o analista sênior de segurança da Kaspersky no Brasil, Fabio Assolini: “É importante lembrar que esses dados estão armazenados em servidores de terceiros e são processados na nuvem. Uma vez que as imagens passam a ser da empresa, é ela que tem a responsabilidade de protegê-las e garantir que cibercriminosos não terão acesso ao banco de dados”.

Um indicio positivo durante a analise é que o Voilá Al Artist tem seu próprio modelo de monetização. Essa característica demonstra que interesse comercial (vendas das fotos coletadas) não é o objetivo principal dos desenvolvedores. Todavia, nesse e em outros Apps é importante levar em consideração aspectos como a transparência no uso dos dados e a responsabilidade no processamento e armazenamento das informações pessoais, por mais comuns que sejam. Além disso, é sempre bom ler os termos de privacidade. Afirma Assolini.

Por tecmundo*

Leia também

Comentários