Entretenimento

Distanciamento social entre avós e netos prejudica não só a saúde como também o aprendizado

Dia 26 de julho é comemorado o dia dos avós

diario da manha
Foto/Avós/Pexels

Quem ai já foi surpreendido com uma comida deliciosa da vovó, ou ficou maravilhado ao ouvir as histórias que vovô conta? A verdade é que ter o aconchego e a proteção dos avós é muito bom né. A quem diga que os avós são pais duas vezes.

Desde o começo da pandemia da Covid-19 e as novas restrições sociais que exigiram de todos nós, o distanciamento social, principalmente com os idosos, que são considerados grupos de risco, a relação entre, pais, filhos, avós e netos tiveram suas dificuldades. Sem esse contato tão importante dos laços familiares ficou ainda mais difícil passar por tudo isso.

Falando especificamente das relações entre netos e avós, a Associação Internacional do Brincar (IPA Brasil) destaca que, para as crianças, a intergeracionalidade (interação entre membros de diferentes gerações) promovida por meio da diversão, favorece a transmissão cultural, o respeito aos mais velhos e o entendimento sobre o ciclo da vida. Além de tudo, brincar desperta em cada um, emoções e criatividade, que para as pessoas mais velhas fazem muito bem a saúde.

Segundo a psicóloga, mestra e doutoranda em Ciências da saúde pela UFG, Rafaela Marciano, os avós além de dar afeto, são fundamentais para que os netos se desenvolva melhor. Eles são o início da convivência social e da interação com outras pessoas.

Ela reafirma que as crianças têm muitos benefícios na relação com os avós: amor, afeto, carinho e suporte emocional. Esse contato é positivo para ambos. As crianças recebem mais estímulos e recebem uma ampliação do seu repertório, além de aprendem a conviver com pessoas diferentes. A ausência do contato com os avós podem trazer diversos prejuízos sociais e educacionais.

Ela destaca que apesar do isolamento ter sido mais severo para os avós, e para os netos que convivem com eles, o mais importante entender que, nesse momento, estar longe significa amor e cuidado.

Diversos estudos mostram que cuidar dos netos tem efeitos positivos na saúde mental dos idosos. A gente vive em uma sociedade em que o velho é descartado. Então a oportunidade de auxiliar nos cuidados com os netos, conviver com eles, traz uma sensação de bem-estar, um sentimento de utilidade que pode dar sentido à vida, reduzir a tristeza, a solidão e o vazio que são comuns durante a velhice. Então as relações saudáveis ajudam a prevenir doenças, como a depressão”.

Pensando em como a pandemia afetou essas relações, ela ressalta que existem várias formas de contornar esse momento que estamos vivendo, principalmente se estiver disposto a dar e receber afeto.

É preciso criar estratégias para que os laços possam permanecer ativos. O uso da tecnologia é uma opção. As crianças também podem fazer desenhos, escrever bilhetes e cartas para os avós. Os avós também podem buscar outras formas de demonstrar o afeto, como fazer o prato preferido dos netos e mandar entregar. É preciso cuidar para que os avós não se sintam esquecidos e deprimidos durante a pandemia”.

Helloiza tem 7 anos e destaca porque passar um tempo com os avós é tão legal. (acompanhe o vídeo)

Helloiza Cristinna. (Arquivo Pessoal)

Para a vovó Maria Teresa, em uma entrevista feita para a câmara dos deputados ela ressalta: “A presença de uma criança traz vida, alegria, entusiasmo, traz novidade sempre. Meus netos são muito criativos, cheios de ideias e isso ajuda a gente a manter a crença e a fé na vida e na humanidade.”

Para o dia dos Avós, comemorado nesse dia (26/07) desejamos a todos os avós, um feliz dia, e muita saúde. Acreditamos, que nenhuma distância conseguirá diminuir o amor recíproco de avós e netos, pois a família, tem a capacidade de vencer, amar e proteger.

Leia Também

Comentários