Entretenimento

Assessor de Bolsonaro diz que jornalismo da Record é "totalmente comunista"

O assessor especial do presidente Jair Bolsonaro atacou a TV Record e a âncora do "Fala Brasil", Mariana Godoy, neste domingo (1º).

diario da manha

O assessor especial do presidente Jair Bolsonaro atacou a TV Record e a âncora do “Fala Brasil”, Mariana Godoy, neste domingo (1º). Em suas redes sociais, Max Guilherme publicou que o jornalismo da emissora é “comunista”. As informações são do Metrópoles.

Na última quinta-feira (29), durante o telejornal, a âncora chamou a live do presidente, na qual defendeu o voto impresso, de “bizarra”.

“O presidente Jair Bolsonaro insistiu, durante uma live bizarra, que a urna eletrônica facilita fraude nas eleições. Bolsonaro também criticou o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, que é contrário à proposta de um voto impresso”, disse após exibição da reportagem.

Leia também: Após incêndio, Secretaria da Cultura publica edital para gestão da Cinemateca

Em resposta, o assessor de Bolsonaro, que também é da PM do Rio de Janeiro, escreveu: “Bizarra é você e esse jornalismo totalmente comunista, que não leva informação nenhuma e sim ideologia socialista. As máscaras vão caindo e vocês vão só perdendo credibilidade, viva a internet”.

Assessor de Bolsonaro diz que jornalismo da Record é “totalmente comunista”. (Foto: Reprodução/Internet)

Leia também: Museu da Língua Portuguesa é reaberto com presença de autoridades

Comentários