Entretenimento

Filha de piloto de avião de Marília Mendonça irá processar companhia elétrica por acidente

O jatinho em que levava a cantora para um show em Caratinga, Minas Gerais, bateu numa torre de transmissão antes de cair.

diario da manha

A filha do piloto de avião Geraldo Martins de Medeiros Júnior, Vitória Medeiros, afirmou que irá entrar na Justiça contra a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) pelo acidente que matou seu pai, Marília Mendonça e outras três pessoas.

O jatinho em que levava a cantora para um show em Caratinga, Minas Gerais, bateu numa torre de transmissão antes de cair.

Os advogados de Vitória pretendem argumentar que espaço não estava sinalizado. “Se tivesse essa sinalização, tudo poderia ser diferente e isso vai ser importante principalmente para proteger a vida de outras pessoas caso haja uma emergência”, postou a garota numa rede social.

Leia também: Murilo Huff publica vídeo com Léo, seu filho com Marília Mendonça: “Um cuidando do outro”

Na época, a Cemig chegou a informar que o avião tinha colidido com cabos de energia antes de cair em uma cachoeira. “A Cemig diz que a torre estava a 1 quilômetro de distância da zona de proteção do aeroporto, que é de 4 km. No entanto, como eles criaram um perigo ao colocar aquela estrutura, eles têm responsabilidade”, alegou o advogado de Vitória, Sérgio Alonso.

De acordo com a defesa, a filha do piloto busca defender a honra do pai: “Ele era um piloto experiente, com 30 anos de profissão”.

Leia também: “Entender a vontade de Deus nem sempre é fácil”, diz mãe de Marília

Em nota, a Cemig afirmou que segue as normas impostas pela regulamentação atual brasileira. “Reiteramos que a Cemig segue rigorosamente as Normas Técnicas Brasileiras e a regulamentação em vigor em todos os seus projetos. A sinalização por meio de esferas na cor laranja é exigida para torres em situações específicas, entre elas estar dentro de uma zona de proteção de aeródromos, o que não é o caso da torre que teve seu cabo atingido. As investigações das autoridades competentes irão esclarecer as causas do acidente”, diz o comunicado.

Comentários