Entretenimento

Ex-âncora da Record se irrita ao defender Bolsonaro: "Não se vende para a imprensa”

A pauta surgiu quando os apresentadores do podcast debateram a prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro.

diario da manha

A jornalista Carla Cecato viralizou nas redes sociais após defender Jair Bolsonaro (PL) e declarar que as emissoras de TVs só falam mal do chefe do Executivo, pelo fato do presidente não “jorrar dinheiro” aos canais. Comentário foi feito ao falar sobre a prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro.

Durante participação no programa Linha de Frente, na Jovem Pan, a ex-âncora da Record disparou: “Eu conversei com um dos maiores diretores de jornalismo da direção brasileira, e ele me falou que, desde o governo Bolsonaro, não jorra mais dinheiro na imprensa. O Bolsonaro não manda dinheiro dinheiro para emissoras de televisão. Por ética. O que acontecia em todos os governos? Os governos derramavam milhões de reais (…) nas empresas jornalísticas para publicidade comercial do governo”.

Leia também: Ao vivo, âncora do SBT desmaia durante jornal e é substituído às pressas

“O Bolsonaro não se vende para a imprensa. Então a imprensa, que não é direita, quer acabar com ele. Fora isso, a maioria das pessoas de imprensa são comunistas, socialistas, marxistas (…). É por isso que a imprensa bate no Bolsonaro dia sim, dia também”, completou.

Além disso, Carla Cecato enalteceu sua ‘isenção’ e disse que os jornalistas deveriam seguir seu exemplo. “Eu sou uma jornalista que todas deveriam ser, isenta!”, disparou.

Ex-âncora da Record, Carla Cecato se irrita ao defender Bolsonaro: “Não se vende para a imprensa”

Leia também: Avião de Felipe Araújo arremete duas vezes antes de pousar em São Luís

Comentários