Violência contra a Mulher

Homem agrediu ex-enteada por ciúmes, diz polícia

De acordo com as investigações, ele agrediu a vítima com marretadas na cabeça até que achou que ela estivesse morta

diario da manha

O homem suspeito de tentar matar a ex-enteada no último dia 23 de dezembro se entregou neste último sábado (26), segundo a Polícia Civil da cidade de Goiás, no centro do estado. De acordo com as investigações, ele agrediu a vítima com marretadas na cabeça até que achou que ela estivesse morta.

Segundo a família de Michelly Mota Gonçalves, de 19 anos, a vítima foi socorrida e internada no Hospital São Pedro de Alcântara. Em conversa com o G1, a unidade de saúde informou, por telefone, que a paciente teve alta no dia seguinte e está se recuperando em casa.

Michelly conta, em vídeo gravado, que o ex padrasto ofereceu carona para levá-la para casa e, logo depois que ela entregou no veículo, começou as agressões ali dentro mesmo.

O delegado Gustavo Cabral, que está responsável pelo caso, disse que o ex-padrasto confessou que cometeu o crime “movido por grave emoção após discussão com a enteada, pois não aceitava o namoro dela”.

Cabral também informou que o padrasto passou por exame no Instituto Médico Legal (IML) da cidade e está preso preventivamente. Ainda de acordo com ele, se condenado, o ex-padrasto pode pegar até 20 anos de prisão por tentativa de feminicidio.

Comentários