Esportes

Dragão tenta quebrar tabu

diario da manha
Martelotte assume o Dragão em um confronto direto pela ponta do Grupo A (fábio marques)

Na estreia de Marcelo Martelotte, campineiro enfrenta o Itumbiara e tenta primeira vitória no Serra Dourada

Alvaro de Castro Da editoria de Esportes

Visando chegar na liderança do Grupo A do Campeonato Goiano, o Atlético entra em campo hoje, às 16h (horário de Brasília), para encarar o líder da chave, Itumbiara. A partida acontece no Estádio Serra Dourada. Mais do que os 3 pontos, a vitória serve para começar com o pé direito a caminhada do novo técnico da equipe, Marcelo Martelotte.
Na manhã de ontem, durante o último treinamento da equipe antes da partida, o treinador manteve o time que vem treinando desde a quarta-feira. A única dúvida fica no meio-campo. Thiago Primão e Luisinho disputam espaço entre os 11 titulares. Os jogadores têm características diferentes. Com Luisinho, o time ganha em velocidade e recomposição na ala direita. Com Primão, o toque de bola ganhar mais refinamento no meio de campo.
“São duas opções diferentes, com características distintas. É uma diferença pequena, com o Luisinho ficaríamos, praticamente, com a mesma equipe da última partida. Também olhando como joga o adversário, para a gente ter um bom encaixe de marcação. Mas independente do que optarmos, são dois jogadores que têm qualidade, com condições plenas de ajudar. Dois atletas que precisamos contar nesse final de turno pra buscar a classificação. Cada um entendeu sua importância no elenco, e eles estão comprometidos para o desafio que temos”, comentou Martelotte.
Sobre o adversário dessa tarde, Martelotte pregou respeito: “É o líder do nosso grupo, está na nossa frente e precisamos ter respeito. Porém, nesse confronto direto, temos a chance de chegar à frente deles. Foi a única equipe que venceu o Goiás na competição, também fez um bom jogo na semana passada. Precisamos ter bastante atenção. É um adversário que vem bem a calhar, por ser um confronto direto que a gente necessita para termos uma recuperação no campeonato”, ressaltou.
Sobre a incômoda marca de não ter vencido no Serra Dourada em 2015, além do provável esquema mais fechado do Itumbiara, Martelotte ressaltou: “Eu entendo sempre que temos dificuldades específicas para cada tipo de adversário. É lógico que se olharmos para a tabela, o empate não é mal resultado para o Itumbiara. Mas temos que pensar na nossa maneira de jogar, o que fazer de melhor para vencermos. Se existe um campo onde esse tipo de marcação é mais complicado é o Serra Dourada, gramado de grandes dimensões. A obrigação é nossa, temos que fazer prevalecer nossa maneira de jogar pra ganhar a primeira no nosso Estádio”, finalizou Martelotte.
Caso o Dragão vença a partida, a equipe pode chegar à liderança provisória do Grupo A. Isso porque o Trindade entra em campo, amanhã, para encarar o Grêmio Anápolis, em casa, no Estádio Abrão Manoel da Costa. O rubro-negro ocupa a terceira colocação da chave, com 12 pontos.

ITUMBIARA
A tendência é que o Gigante da Fronteira venha para o Serra Dourada com postura semelhante à do último domingo, na derrota diante do Goiás. O esquema com três zagueiros deve ser mantido pelo técnico Zé Humberto. Mesmo com as ausências do zagueiro Gladstone e do ala esquerdo Leandro, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Douglas retorna após punição pelo acúmulo de cartões.

Comentários

Mais de Esportes