Esportes

Vantagem adquirida nas trilhas de Góias

Pilotos da Divino Fogão vencem novamente, de Rio Verde a Itumbiara, e ampliam vantagem na liderança da prova

diario da manha

Da vipcomm

O carro Toyota pilotado por Reinaldo Varela parece ter encontrado a fórmula para desbravar de forma ágil e sem dificuldades as estradas e trilhas de Goiás, um dos quatro Estados que recebem a 23ª edição do Rally dos Sertões. Ele e seu navegador Gustavo Gugelmin ganharam a segunda etapa, que saiu de Rio Verde rumo a Itumbiara, e ampliaram vantagem na liderança da classificação geral da categoria.

A dupla da equipe Divino Fogão Rally Team pisou fundo no acelerador, principalmente nos trechos de alta velocidade, estes predominantes no trajeto de 329,97 quilômetros, sendo 151,73 km de trechos cronometrados do dia, para assim garantir o tempo total de 1h15min54s. Com o resultado, Vareja e Gugelmin aumentaram para 6min56s a distância sobre Guiga Spinelli e Youssef Haddad, da Mitsubishi Petrobras, os vice-líderes. Os atuais campeões terminaram a especial em terceiro.

“Aqui temos que andar o tempo inteiro no próprio ritmo, senão desconcentra. Precisamos andar forte, mas com segurança, sem prejudicar o carro. Esse é o ritmo que devemos ir até o final, porque não sabemos os imprevistos que podem acontecer e porque os concorrentes estão andando bem forte”, resume Varela.

Depois de sofrer problemas com seu Ford Ranger no dia anterior e comprometer o início do Rally dos Sertões, Cristian Baumgart e Beco Andreotti tiveram um desempenho bem diferente ontem.

Irmão de Cristian, Marcos Baumgart e seu navegador Kleber Cincea, também da X Rally Team/NWM, conseguiram o quarto lugar. Assim, eles seguem na terceira posição no acumulado da prova, 14min36s atrás dos ponteiros.

A caravana da prova vai agora para São Simão, em um percurso de 503,37 km, sendo 295,05 km de trechos cronometrados. Será a última especial em todo território do Estado de Goiás, antes de entrar no Mato Grosso do Sul.

 

 

 

Comentários

Mais de Esportes