Esportes

Em alta, Schuster busca seu primeiro título

diario da manha
Versátil, Schuster alternou atuações como volante e como meia armador(Foto: cristovão matos)

Willian Schuster é um jogador rodado. Apesar de ter nascido em Porto Alegre-RS, a carreira do atleta começou no Porto-PE. Após isso, Schuster rodou por vários clubes. Destaque para as passagens por equipes do Paraguai, como o Esportivo Luqueño e o Guarani. Depois disso, o retorno à terra natal se deu com passagens pelo Novo Hamburgo e, finalmente, o Grêmio. Em 2015, fez parte do elenco que disputou ótimo Campeonato Brasileiro.

A chegada ao Atlético foi cercada de expectativa. A experiência era o principal triunfo de Willian Schuster no rubro-negro. Contando com a confiança de Wagner Lopes, ganhou logo a titularidade. Entretanto, após jogos irregulares como meia, ficou na reserva em algumas partidas. A nova chance veio para atuar como 2º volante. O futebol não só cresceu, como fez Schuster cair nas graças do torcedor atleticano.

Para as semifinais do Goianão, Schuster volta a jogar como meia. Com confiança, o meio-campista é uma das armas atleticanas para bater o Anápolis nas semifinais do Campeonato Goiano. A primeira partida entre as equipes acontece amanhã no Estádio Jonas Duarte, às 16h20. Precisando do bom resultado para decidir tranquilo em casa, Willian pede um time compacto fora de casa:

“É bom entrar com a motivação para o alto. Não podemos dar nenhum espaço para o Anápolis. Nós buscamos muito a compactação das nossas linhas, o professor pede muito isso nos treinamentos. Temos que jogar futebol, jogar bem, com confiança. Desse jeito as coisas tendem a acontecer para o Atlético. Nós tivemos uma boa campanha no Campeonato Goiano e temos que impor isso também na fase final”, destacou Willian Schuster.

Com bons jogos em 2016, Atlético e Anápolis prometem uma boa semifinal: “Nós fizemos uma rivalidade muito boa com o Anápolis. Isso vai fazer da semifinal ainda melhor. A gente não vai esperar para poder jogar no contra-ataque, vamos buscar o resultado desde o início e sei que eles também vão procurar fazer o mesmo, principalmente jogando em casa. Tenho certeza que vai ser um grande jogo, um grande duelo”, comentou.

Em busca de seu primeiro título na carreira, Schuster não quer saber do clássico na outra semifinal. Para o atleta, Atlético e Anápolis vão fazer jogo tão grande quanto o clássico: “Eu sei que o clássico está tendo uma cobertura maior, mas para nós pouco importa. Para o nosso elenco é um final, são jogos decisivos. Queremos muito o título, seria muito importante para mim, seria muito importante para os jogadores e para o clube. Esse conjunto de fatores faz desse jogo tão grande quanto o Vila Nova e Goiás”, finalizou Willian Schuster.

Comentários