Esportes

Denis não renova e se despede do São Paulo

diario da manha
Goleiro Dênis fez parte do elenco do São Paulo nos últimos nove anos(Foto:divulgação)

Não foi apenas Diego Lugano que se despediu do São Paulo ao fim da temporada. Denis, que tinha contrato até o final de 2017, não re­novou seu vínculo com o Tricolor e também deu adeus ao clube que de­fendeu por nove anos. Antes de de­cidir seu futuro, o goleiro contrata­do para ser o substituo de Rogério Ceni adotou um discurso marca­do pela gratidão, fazendo questão de enfatizar seu grande compro­metimento durante o período em que defendeu a equipe, entretan­to, também destacou que este foi um dos anos mais difíceis de sua carreira por conta do risco do re­baixamento inédito.

“Esse ano foi o ano mais difí­cil como atleta defendendo o São Paulo e acho que para a instituição São Paulo também foi um ano difí­cil. Quando o Dorival veio para cá, ele me chamou para conversar, per­guntando se eu poderia ajudá-lo de alguma forma. Falei que iria ajudar e voltar a ir para os jogos sem pensar se iria jogar. Queria que o São Pau­lo saísse o mais rápido possível da situação difícil que estava passan­do”, disse Denis, que soma 173 jo­gos com a camisa tricolor.

Embora tenha perdido a titula­ridade para Renan Ribeiro e caído no ostracismo nesta temporada, Denis seguiu mantendo a mesma conduta no dia-a-dia do time e não baixou a cabeça. A postura do golei­ro chamou atenção até de Lugano, que tratou de enaltecer o camisa 1.

“É uma pessoa profissional, co­rajosa. Não só por ter substituído o Rogério, porque obviamente o De­nis pegou a posição no momento mais difícil de um jogador na his­tória do São Paulo, com personali­dade. Assumiu o desafio com um profissionalismo incrível, mas, às vezes, o futebol é injusto. Às vezes você não encontra lógica nas coisas que acontecem, mas é muito difí­cil que o jogador tenha uma atitu­de como a que o Denis teve no São Paulo”, comentou Lugano.

 

Comentários

Mais de Esportes