Esportes

Grêmio estreia no Mundial contra Pachuca

diario da manha
Técnico Renato Gaúcho pede foco exclusivo no Pachuca(foto:DIVULGAÇÃO)

Logo mais, às 15 horas, o Grê­mio fará sua estreia no Mundial de Clubes 2017. O campeão da América do Sul vai enfrentar o Pachuca do México, melhor time do ano na América do Norte.

Após o treino realizado na tarde de ontem, Renato con­cedeu coletiva ao lado do za­gueiro Pedro Geromel. Para o técnico do Tricolor, o Pachuca vai fazer o jogo da vida contra o Grêmio. “Não fique pensan­do que de repente o Pachuca não mostrou um grande fute­bol na partida deles, que con­tra a gente eles serão o mes­mo time da estreia. Cada jogo é um jogo. A gente sabe que é um jogo da vida deles, mas pode ter certeza que vai ser o jogo das nossas vidas tam­bém. Então, a gente estudou bem o nosso adversário. A gen­te conhece tudo. O nosso úni­co pensamento é somente no Pachuca. No momento em que acabar, aí sim a gente come­ça a pensar no nosso próximo adversário”, observou.

O Grêmio vai ter o desfalque do garoto Arthur no torneio. O jogador de 21 anos sofreu uma entorse no tornozelo esquer­do na decisão da Libertadores e vai ficar longe dos gramados por aproximadamente 45 dias. Com isso, o volante foi cortado da lista do Mundial.

O treinador gremista elogiou o desempenho do jovem no Tri­color, mas garantiu que o clube tem bons jogadores para subs­tituí-lo. “Sem dúvida alguma o Arthur nos ajudou bastante nos últimos jogos, ele tem uma qua­lidade muito grande. Mas o Grê­mio nunca dependeu de um jo­gador. O Grêmio no ano todo teve vários jogadores diferen­tes em várias posições e pra­ticamente manteve o mesmo nível.

Dessa vez não vai ser di­ferente. Tem um jogador com uma certa qualidade, mas en­tra um substituto que tem ou­tros tipos de qualidades tam­bém. Assim, que a gente levou o ano todo. Não temos o Arthur, mas temos o Maicon ou o Mi­chel, podemos colocar o Ramiro. O Grêmio tem um plantel com jogadores de qualidade. Lógico que a gente sempre espera con­tar com todo mundo, mas no fu­tebol é impossível”, ressaltou.

 

tags:

Comentários

Mais de Esportes