Esportes

Furacão busca empate e elimina São Paulo

diario da manha
Valdívia abriu o placar para o tricolor, mas não evitou eliminação(foto:divulgação)

O São Paulo, vice-campeão em 2000, viu o sonho de con­quistar o inédito título da Copa do Brasil em 2018 acabar, dei­xando o Morumbi vaiado. Após abrir 2 a 0 e ter a classificação em suas mãos, o tricolor cedeu o empate ao Atlético-PR por 2 a 2 e foi eliminado pelo segun­do ano consecutivo na quarta fase da Copa do Brasil.

Empurrado por mais de 27 mil pessoas, o São Paulo começou pressionando e criou a sua primei­ra grande chance de gol logo aos cinco minutos do primeiro tem­po. Régis cruzou da direita e en­controu Valdívia livre na segunda trave. O meia-atacante ajeitou de cabeça para Petros que, da entra­da da pequena área, pegou mal na bola e mandou para fora.

Apesar de ter mais posse, como é de praxe nos times de Fernando Diniz, os visitantes não conseguiam ameaçar a meta de Sidão. O tricolor, por sua vez, aproveitou para abrir o placar com um golaço. Aos 25 minutos, Nenê recebeu na área e, pressio­nado pelo zagueiro, tocou para trás, de calcanhar. A bola foi para Valdívia, que girou sobre o marca­dor e bateu forte no ângulo, sem chances para o goleiro Santos.

Melhor na partida, o time da casa não diminuiu o ímpeto e ampliou a sua vantagem aos 34 minutos, quando Nenê ar­riscou chute da intermediária e contou com desvio de Thia­go Heleno, deixando o arquei­ro rival vendido no lance.

O Furacão, contudo, diminuiu o prejuízo ainda antes do inter­valo, graças ao pênalti cometido por Liziero, que encostou a mão na bola ao dar um carrinho den­tro da área. Na cobrança, Guilher­me deslocou Sidão e recolocou os paranaenses na disputa.

O gol animou o Atlético-PR, que voltou com uma postu­ra mais agressiva para a etapa complementar. Tanto que, aos cinco minutos, empatou a par­tida após Pablo tabela pela es­querda e cruzar rasteiro para Matheus Rossetto só empur­rar para a rede, recuperando a vantagem do Furacão.

Em mais uma falha de posicio­namento da zaga tricolor, a equi­pe rubro-negra quase conseguiu a virada pouco depois. Após cru­zamento de Rossetto pela direi­ta, Carleto apareceu livre do outro lado. O meia bateu de primeira e carimbou a trave direita de Sidão, deixando a torcida ainda mais apreensiva no Morumbi.

Em sua última cartada, o trei­nador uruguaio colocou Cue­va e Lucas Fernandes nas vagas de Valdívia e Petros. O São Pau­lo tentou pressionar na base do abafa, mas os visitantes se segu­raram bem, garantiram o empa­te e se classificaram às oitavas de final da Copa do Brasil.

 

Comentários

Mais de Esportes