Esportes

Jogos de Tóquio 2020 podem ser anulados caso não forem remarcados para 2021

Associação Médica do Japão afirma ser improvável realizar competição antes da apresentação de uma vacina contra coronavírus

diario da manha

Apesar do adiamento das Olimpíadas de Tóquio para 2021, o evento ainda continua indeterminada logo após a Associação Médica do Japão participar que vai ser improvável de acontecer a competição antes da apresentação de uma vacina contra a Covid-19. O Comitê Organizador de Tóquio 2020 revelou nesta terça-feira que todas ações para sediar as Olimpíadas pode ser anuladas se a crise sanitária de saúde permanecer sob alerta para o ano de 2021.

Havendo o caso dos jogos não serem realizadas em 2021, as Olimpíadas serão anuladas. Adiamos as Olimpíadas para o ano seguinte, após de termos vencido a luta de enfrentamento ao coronavírus. As Olimpíadas terão muito mais importância do que qualquer outra Olimpíada do passado se chegarmos a avançar com as atividades esportivas depois de derrotar o novo vírus. Confiamos nessa possibilidade. Se o cenário for diferente, nossas competências direcionadas ao caso não serão alcançadas – relatou Yoshiro Mori, presidente do Comitê Organizador de Tóquio, em entrevista ao diário japonês Nikkan Sports.

O atual momento marca a história nunca antes isso havia acontecido. Ocasião essa que os organizadores de Tóquio anunciam uma probabilidade de cancelamento dos jogos. Esperar até o último momento foi o posicionamento adotados pelos japoneses, que não abriram espaço para especulações no fato de admitir em não haver chance de um novo adiamento.

O Japão determinou estado de emergência em todo o território devido ao problema da Covid-19, e Tóquio é o berço da epidemia na região. O Japão já catalogou mais de 13,6 mil casos de coronavírus ocasionando 385 mortes. Os dados japoneses não pertencem aos países com maior porcentagem de casos pelo mundo, entretanto um evento desse porte como as Olimpíadas envolve participantes de todo o globo, relacionando atletas, jornalistas e torcedores.

*Com Informações do Globoesporte.com

Comentários