Esportes

MacLaren pode abrir mão de parte da escuderia em 2021

Na Fórmula 1, a McLaren também passa por um momento de renovação. Depois de ocupar as últimas posições nas temporadas de 2016 e 2017

diario da manha

Em seguida do pronunciamento da equipe Williams que estaria formalizando a venda de parte da escuderia da Fórmula 1, a McLaren manisfestou o mesmo desejo de abrir mão de um pequeno percentual. A categoria agora com novo regulamento, a partir de 2021, estipulou um teto orçamentário as escuderias, isso pode influenciar a tomada de decisão.

Os rumores sobre o assunto surgiram logo após uma publicação da Sky News na última quarta-feira (17). A McLaren foi discreta respondendo da seguinte forma “não vamos comentar especulações”, mas de acordo com site oficial da F1, a divulgação é autêntica.

Os bons tempos não fazem mais parte do cenário financeiro da montadora britânica com pouco capital de investimento, resultado da queda de arrecadações devido a período de pandemia do novo coronavírus. No último mês, foi comunicado um corte de aproximadamente 1.200 colaboradores nos setores de tecnologia e automotivo. Esse, motivo já da veracidade ao motivo da venda.

Segundo informações do site formula1.com, são apenas suposições preliminares, que já constam no planejamento de reconstrução. A partir de 2021 o regulamento vai limitar em 145 milhões de dólares os gastos das equipes, que cairá para 140 em 2022 e para 135 em 2023, pode ser um dos fatores determinantes, em busca da igualdade em relação a Mercedes, Ferrari e Red Bull.

Comentários