Esportes

Nos pênaltis Flamengo vence e conquista o Bi da Super Copa do Brasil

diario da manha
Foto: Reprodução

Palmeiras e Flamengo entraram em campo, no Estádio Mané Garrincha, na manhã deste domingo, 11, pela final da Super Copa do Brasil. As duas equipes criaram uma rivalidade nos últimos anos, e chegam para a decisão dessa temporada como campeão Brasileiro e da Copa do Brasil respectivamente.

E que jogo do início ao fim, o Palmeira saiu na frente logo no início do jogo, mas o Flamengo buscou a virada ainda no primeiro tempo. No entanto, o time de Abel Ferreira voltou melhor na segunda etapa e conseguiu o empate em 2 a 2. Com o empate a decisão foi para os pênaltis e o Flamengo levou a melhor ao vencer as disputas pelo placar de 6 a 5.

Com a vitória o time carioca conquistou pela segunda temporada a Super Copa do Brasil. Agora volta suas atenções para ao clássico da próxima quarta-feira pelo Campeonato Carioca contra o Vasco da Gama.

O jogo

Não demorou muito para o primeiro gol pintar, na saída errada do Flamengo, Felipe Melo no meio de campo conseguiu tocar para Raphael Veiga que saiu de Willian Arão e saiu na cara do goleiro Diego Alves para fazer 1 a 0 com menos de dois minutos de jogo.

Depois de sair na frente no marcador, o time do Palmeiras se posicionou para jogar nas costas do adversário, e ampliar o placar ainda nos primeiros minutos no contra ataque. No entanto, o rubro-negro carioca passou a impor o seu jogo e evitar os contra ataques do time do Palestra Itália.

Aos 15′ da primeira etapa o Flamengo teve o seu segundo escanteio na partida, na cobrança feita por De Arrascaeta a zaga do Palmeiras afastou, e a bola sobrou com Evérton Ribeiro que dominou nos peitos e arriscou de primeira, mas a bola passou por cima do gol defendido pelo goleiro Weverton.

O Palmeiras teve duas chances de ampliar no contra ataque, com Rony, mas nas duas ocasiões o atacante alviverde bateu para o gol e o goleiro Diego Alves fez a defesa. Depois da segunda oportunidade, o rubro-negro carioca conseguiu armar uma bela jogada pela direita do ataque, Bruno Henrique chegou a linha de fundo e de calcanhar tocou para Isla, o lateral rolou para De Arrascaeta que chegou batendo, mas errou o alvo.

Aos 22′ do primeiro tempo o Flamengo conseguiu empatar a partida, após jogada feita pela esquerda, a bola sobrou com Filipe Luis que invadiu a área, driblou o marcador e bateu, a bola bateu na trave, e o atacante Gabi bem posicionado só teve o trabalho de escorar a bola para o fundo das redes e deixar tudo igual.

O Palmeiras teve a chance de fazer o segundo com o menino Wesley, que invadiu a área, driblou o goleiro Diego Alves e bateu para o gol, no entanto Willian Arão apareceu em cima da linha para salvar o que seria o segundo gol do Palmeiras. Na sequência do lance, as duas equipes brigaram pela bola, e ela ficou com o time paulista, que arriscou de fora da área e Diego Alves apareceu para fazer uma grande defesa.

Aos 41′ o time do Plameiras chegou com Wesley que driblou Isla e foi derrubado. O árbitro da partida Leandro Pedro Vuaden marcou pênalti, mas Wagner Reway que estava no árbitro de vídeo informou que a falta foi fora da área e anulou o pênalti. Na cobrança de falta de Raphael Veiga, o goleiro Diego Alves apareceu para fazer a defesa.

Dois minutos depois o Flamengo teve uma grande chance, Gabi partiu pela direita ergueu a cabeça e viu Bruno Henrique fazendo a infiltração. Gabi lançou a bola para o companheiro de ataque, Marcos Rocha tentou fazer o corte, mas a bola caiu nos pés de Bruno Henrique que bateu para o gol, mas Weverton no reflexo conseguiu evitar o segundo gol do time rubro-negro.

O árbitro da partida deu seis minutos de acréscimos, o Palmeiras tentou chegar, mas esbarraram na defesa rubro-negra. O Flamengo por sua vez armou o ataque, e com a bola trabalhada, chegou no meia uruguaio De Arrascaeta pela esquerda que trouxe para o meio e viu um buraco na defesa do Palmeiras e bateu para marcar o segundo da gol do clube carioca e virar o placar ainda no primeiro tempo 2 a 1.

O Palmeiras veio para cima em busca do empate, com o intuito de descer para o intervalo com o jogo empatado, mas o goleiro Diego Alves apareceu para fazer a defesa e afastar o perigo.

Palmeiras busca empate e leva decisão da Super Copa do Brasil para os pênaltis

O Palmeiras voltou com duas mudanças, Zé Rafael deu lugar a Gabriel Menino e Felipe Melo saiu para entrada de Danilo. A primeira chance da etapa complementar, Wesley abriu o espaço e arriscou de fora da área, mas bola passou a direita do gol defendido por Diego Alves.

Com dois minutos de jogo o Flamengo teve a chance de marcar o terceiro, Filipe Luis ganhou a bola na lateral, tocou para Gabi, que viu Everton Ribeiro livre pela direita, o atacante tocou para o camisa 7 rubro-negro, que ao invés de tentar o chute tocou novamente para Gabi, que arriscou, mas viu o goleiro Weverton fazer a defesa.

O Palmerias conseguiu chegar com perigo com garoto Danilo, depois de disputa de bola, ele conseguiu sair na cara do gol e aproveitou o espaço para bater para o gol, mas a bola foi no meio e ficou fácil para a defesa de Diego Alves.

Depois foi a vez do Flamengo chegar, o rubro-negro carioca, trabalhou bem a bola pela esquerda, Gabi invadiu a área e tocou para trás para De Arrascaeta que iniciou a jogada, mas a zaga do Palmeiras apareceu para cortar.

Diego Alves apareceu aos 16′ para evitar o gol de cabeça do zagueiro Gustavo Gomez, o qual cabeceou após cobrança de escanteio. O time comandado por Abel Ferreira teve outra chance de empatar o confronto com Gabriel Veron dois minutos depois, mas a bola passou por cima do gol de Diego Alves.

Everton Ribeiro errou o passe e armou o contra ataque para o Palmeiras, Rony lutou até o fim com o zagueiro Rodrigo Caio, mas o zagueiro rubro-negro puxou por duas oportunidades o atacante adversário, que caiu dentro da área. O árbitro Luis Pedro Vuaden marcou a penalidade, Raphael Veiga que marcou o primeiro foi para a cobrança e bateu no canto rasteira, sem chance para Diego Alves para deixar tudo igual no jogo 2 a 2.

Depois do empate o Palmeiras continuou melhor em campo, mas não aproveitou as chances que teve. Aos 39′ o Flamengo chegou no contra ataque, De Arrascaeta tentou o chute, mas a Gustavo Gomez apareceu para impedir o chute, na disputa a bola sobrou com o rubro-negro carioca, que encontrou Vitinho sozinho dentro da área, ele bateu para o gol, e com as pontos dos dedos Weverton tocou nela, a bola ainda bateu na trave e voltou para o goleiro do Palmeiras.

Nos acréscimos o Flamengo chegou com chances de marcar o terceiro gol, após jogada pela esquerda, Gabi invadiu a área e bateu para o gol, o goleiro Weverton defendeu e a bola por pouco não entrou, Weverton pegou a bola em cima da linha e evitou o gol da vitória rubro-negra.

Decisão nos pênaltis

A decisão da Super Copa do Brasil foi para as cobranças de pênaltis após o empate em 2 a 2 no tempo normal entre as duas equipes. Na primeira série de cobranças Raphael Veiga, Gustavo Gomez e Gustavo Scarpa marcaram para o time paulista, enquanto Luan e Danilo perderam suas cobranças. Pelo lado do Flamengo, De Arrascaeta, Vitinho e Gabi marcaram os gols, enquanto João Gomes e Filipe Luis perderam suas cobranças.

Vale lembrar que o time comandado por Abel Ferreira teve o título na mão em duas oportunidades, mas o Flamengo conseguiu levar a disputa para as cobranças alternadas. Assim como na primeira parte das cobranças os times bastante equilibrados e com os goleiros inspirados, Viña e Gabriel Menino marcaram, enquanto Weverton ainda defendeu a cobrança do Pepê.

O time do palestra teve a chance de fechar, mas Michael deixou tudo igual, enquanto Diego Alves ainda defendeu a cobrança de Gabriel Veron. Coube ao zagueiro Rodrigo Caio ir para a última cobrança, e ele não perdeu a chance, bateu rasteira sem chances para Weverton para fazer o gol do título do Flamengo e dar o bicampeonato da Super Copa do Brasil ao Flamengo ao vencer as penalidades por 6 a 5.

Ficha técnica:

Estádio: Mané Garrincha – Distrito Federal (DF)

Horário: 11h

Flamengo: 1 – Diego Alves, 44 – Isla, 5 – William Arão, 3 – Rodrigo Caio, 16 – Filipe Luis, 10 – Diego, 8 – Gerson, 7 Everton Ribeiro, 14 – De Arrascaeta, 27 – Bruno Henrique e 9 – Gabi.

Técnico: Rogério Ceni

Palmeiras: 21 – Weverton, 2 – Marcos Rocha, 13 – Luan, 15 – Gustavo Gomez, 17 – Viña, 8 – Zé Rafael, 30 – Felipe Melo, 11 – Wesley, 23 – Raphael Veiga, 19 – Breno Lopes e 7 – Rony.

Técnico: Abel Ferreira

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden

Árbitro de vídeo: Wagner Reway

Comentários