Esportes

Talento cotado na NBA, morreu em um acidente de carro em Los Angeles

Terrence Clarke chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos

diario da manha
Terrence Clarke tinha 19 anos e havia se declarado ao draft da NBA em março Foto/Reprodução - La Notícia

O jovem Terrence Clarke, promessa do basquete de Kentucky e cotado para a NBA, morreu nessa quinta-feira (22). O armador de 19 anos se envolveu em acidente de carro, no cruzamento da Nordhoff com a Winnetka, em Los Angeles.

Apontado como uma das escolhas certas para entrar na NBA, entre o quinto e o 15.º posto do Draft, que vai decorrer a 19 de julho, o armador da universidade de Kentucky, Terrence Clarke, havia se declarado para o Draft da NBA em março. Ele vivia a expectativa de ser um dos escolhidos para atuar na maior liga de basquete do mundo.

O mundo do basquete perdeu um futuro jogador da NBA na quinta-feira.
Foto/Reprodução – Jumper Brasil

Segundo a polícia, Clarke, de 19 anos, conduzia a alta velocidade, não respeitou um sinal vermelho e bateu em outro veículo, sendo que estava sem o cinto de segurança. Ele ainda teria chegado com vida ao hospital, mas morreu logo em seguida devido aos ferimentos resultantes do choque. Seu companheiro de equipe, B.J. Boston, estava no carro atrás, mas não se feriu.

Em vídeo divulgado após o caso é possível ver que o carro do jogador é levemente tocado por outro que tentava fazer a conversão. Porém, devido à alta velocidade, o veículo do atleta é jogado para o lado direito e bate violentamente em um poste. 

Nesta quarta-feira, os dois jogadores envolvidos no acidente haviam assinado com a Klutch Sports e estavam se preparando para o Draft. A lesão no pé tirou Clarke de 17 jogos na temporada passada, mas ele conseguiu voltar para o torneio da SEC. Nas primeiras sete partidas da temporada passada, ele teve uma média de 10 pontos e três rebotes com o Kentucky.

Ele chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com a segurança de Los Angeles, Clarke estava em alta velocidade e furou o sinal vermelho da via.

“Eu estou muito mal hoje à noite”, disse o técnico John Calipari, de Kentucky. “Uma pessoa jovem que todos amamos perdeu sua vida muito cedo, com todos os seus sonhos e suas esperanças. Terrence Clarke era um jovem lindo, uma pessoa com personalidade, sorriso e felicidade. As pessoas que estavam próximas a ele e ouvir que o perdemos é difícil para compreendermos agora. Estamos todos em choque”.

O ocupante do outro carro não sofreu nenhuma lesão e não precisou de atendimento médico. Clarke dirigia um Hyundai Genesis e não estaria utilizando o cinto de segurança de forma correta, segundo Matassa.

“Estou indo para Los Angeles para ficar com sua mãe e seu irmão, tentando ajudar no que for possível. Será um período muito difícil para aqueles que conhecem e amam Terrence e eu gostaria de pedir a todos um momento de oração a ele e sua família. Que ele descanse em paz”, concluiu Calipari.

Uma tragédia abalou o basquete universitário na noite desta quinta-feira.
Foto/Reprodução -Instagram do Terrence

Nascido em Dorchester, Massachusetts, Clarke era muito conhecido na região e era motivo de orgulho para os moradores, especialmente após ter sido recrutado para jogar em Kentucky. Após a vitória do Boston Celtics sobre o Phoenix Suns, o armador Kemba Walker afirmou que conhecia Clarke e que seus colegas Jayson Tatum e Jaylen Brown treinaram com ele no passado.

“Eu o conhecia bem. Muito bem”, disse Walker. “É uma notícia muito difícil. Ele era um jovem muito bom. Sempre sorria, sempre com muita energia. E ele estava perto de conseguir sua grande oportunidade, também. Eu nem sei bem o que dizer. Minhas condolências aos familiares”.

Clarke era cotado para ser escolha de segunda rodada do próximo draft, após perder quase toda a temporada de estreia no basquete universitário por lesão no tornozelo. Ele realizou oito partidas por Kentucky.

*Com informações Metrópoles, Jumper Brasil e IG esportes

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe DM Online www.dm.jor.br pelo WhatsApp (62) 98322-6262 ou entre em contato pelo (62) 3267-1000.

Leia também:

Comentários