Esportes

Goiás terá pela frente o Campeonato Brasileiro da Série B mais competitivo dos últimos anos

Investimentos feitos com olho na Série A

diario da manha
FOTO: GEC

O Goiás apresentou até aqui praticamente um time para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B de 2021. O esmeraldino só estreia na competição na próxima segunda-feira, 31, fora de casa contra o Sampaio Corrêa do Maranhão.

O último nome anunciado pela diretoria esmeraldina foi o do lateral-direito Apodi, que ainda não foi apresentado oficialmente pelo clube. Mas o lateral chega para compor o elenco ao lado dos meias Dieguinho, Elvis e Albano, atacantes Alef Manga e Bruno Mezenga, volante Caio Vinicius, zagueiros Reynaldo e Matheus Salustiano e do lateral-esquerdo Hugo.

Vale lembrar que antes do início da competição, após ser eliminado do Goianão 2021, a diretoria esmeraldina indicou que faria a contratação de ao menos 14 reforços para a disputa da segunda divisão nacional. Os principais nomes que chegaram para compor o elenco do time da Serrinha são justamente os atacantes Bruno Mezenga e Alef Manga, artilheiros dos campeonatos carioca e paulista desta temporada.

Diferente do que foi dentro da competição estadual, e da sequência do Brasileirão de 2020, quando a equipe foi rebaixada, o Goiás faz um grande investimento, para montar uma equipe competitiva e com capacidade de brigar pela parte de cima da tabela e uma das quatro vagas na elite do futebol nacional.

Vale lembrar que a Série B desta temporada pode ser considerada a mais competitiva dos últimos anos, pois conta com a presença de equipes tradicionais do cenário nacional como Botafogo, Coritiba, Cruzeiro, Vitória, Vasco além das equipes que subiram da Série C para a segundona.

Para essa temporada a maior dificuldade do esmeraldino seja encontrar times como os citados acima, que vem com fome de vitória e de retornar à elite do futebol nacional. O Goiás ao pensar na segundona foi inteligente em trazer o técnico Pintado na reta final do campeonato estadual, uma vez que poderá trocar de técnico apenas uma vez no Campeonato Brasileiro.

E buscou um treinador que fez uma belíssima campanha em 2020, ao dirigir o Juventude, que conquistou o acesso para a Série A. Pode se dizer que por essa razão, a diretoria esteja fazendo um planejamento mais adequado, com o intuito de levar o time de volta à elite, ou pelo menos brigar por uma das quatros vagas.

Leia também:

Comentários