Esportes

Presidente do Vila Nova esclarece motivo da saída de Alan Mineiro: "chegamos a um denominador comum"

Hugo Jorge Bravo eximiu o técnico Wagner Lopes e confirmou que Alan foi vetado da decisão por decisão médica

diario da manha
Hugo Jorge Bravo, presidente do Vila Nova (Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova)

O Vila Nova anunciou na noite de quarta-feira (26), de forma surpreendente, a saída do meia Alan Mineiro, destaque do clube no título da Série C em 2020. O jogador de 33 anos alcançou o status de ídolo depois de quase cinco anos com a camisa colorada.

Já na tarde desta quinta-feira (27), o presidente do clube, Hugo Jorge Bravo, comentou sobre o desligamento do jogador. Segundo o dirigente, tanto o meia quanto o clube chegaram a um “denominador comum” e entenderam que era o momento de “encerrar o ciclo vitorioso”.

O presidente desconheceu qualquer atrito entre Alan Mineiro e o técnico Wagner Lopes. Hugo Bravo classificou como “fofoca” a história que o meia havia sido obrigado a treinar mesmo estando lesionado, o que acarretou na sua ausência na segunda partida da decisão do Campeonato Goiano.

É uma lesão de grau baixo, mas que em qualquer situação de esforço, inclusive de aquecimento, poderia agravar a lesão e proporcionar o distanciamento dele dos gramados por um período de até 60 dias. Dentro deste prognóstico, o atleta foi vetado em nível médico. Não foi uma questão técnica que fez com que essa decisão fosse tomada, foi uma decisão médica, baseada em exames específicos – comentou o presidente.

O presidente também desmentiu os comentários de que o jogador havia pedido para jogar e que, vetado, acabou se chateando. “Jogador só se escala se estiver 100%”, disse Hugo Jorge.

Hugo Jorge também confirmou que com a saída de Alan Mineiro o time irá ao mercado atrás de uma peça de reposição, dentro da realidade financeira do time.

— Saindo um jogador da importância dele nós vamos buscar uma reposição dentro das nossas condições. A questão orçamentária do clube é evidente, não estamos aqui para vender sonhos para ninguém, é uma situação muito delicada. A ausência de público nos impossibilita muita coisa, a grosso nós já tivemos um prejuízo gigantesco. Estamos buscando manter a ordem aqui dentro de todas as formas possíveis.

Além de Alan Mineiro, o lateral Celsinho, titular em praticamente toda sua passagem no Vila, também deixa o clube. A confirmação do desligamento do atleta foi divulgada na tarde desta quinta. O Tigrão estreia na Série B nesta sexta-feira (28) às 21h30 contra o Botafogo no OBA.

tags:

Comentários