Esportes

Vila Nova e Grêmio Anápolis dão primeiro passo rumo ao título estadual

Vila tenta vencer um estadual pela primeira vez desde 2005, enquanto o GEA tenta vencer o primeiro em sua história

diario da manha
Jonas Duarte recebe primeira partida da decisão (Foto: Divulgação/Vila Nova)

O domingo (16) marca os primeiros 90 minutos que podem ser históricos para Vila Nova ou Grêmio Anápolis. As equipes fazem a primeira partida da decisão do Goianão 2021 às 16h no Jonas Duarte, em Anápolis.

Para o Vila, a conquista estadual não será novidade. O Tigrão conquistou o posto de melhor equipe do futebol goiano em 15 oportunidades. Porém, a pressão da torcida pelo título é grande, já que a última vez que o alvirrubro sagrou-se vencedor do Campeonato Goiano foi em 2005, há 15 anos.

Nesse período, viu Goiás e Atlético-GO, principais rivais, empilharem taças. O Esmeraldino venceu oito taças, aumentando o número para 28 conquistas e o Dragão foi campeão seis vezes, alcançando a mesma quantidade de taças que o Tigrão.

Wagner Lopes só não poderá contar com Walisson Maia. O zagueiro foi expulso contra a Aparecidense na semifinal e desfalca o time na primeira partida. Em seu lugar deve entrar Saimon, que retorna de suspensão. O provável Vila Nova tem Georgemy; Celsinho, Rafael Donato, Saimon, Willian Formiga; Dudu, Arthur Rezende, Alan Mineiro; Pedro Bambu, Kelvin e Henan.

O tempo que o Vila está na fila por um título estadual é o mesmo que o Grêmio Anápolis. Antes como Grêmio Inhumense, a Raposa mudou-se de cidade e nome em 2005 e alcança a melhor campanha no estadual como GEA em 2021.

O time anapolino fez excelente campanha na primeira fase e eliminou o Atlético-GO, atual bicampeão estadual e considerado o grande favorito para a conquista nesta temporada, na semifinal dentro do Antônio Accioly.

Além da vaga na final do estadual, o Grêmio Anápolis também garantiu presença na Série D e na Copa do Brasil em 2022. A equipe tem a chance de levar um título estadual novamente para Anápolis, algo que não acontece desde 1965.

Quem pensa que a Raposa chegou à decisão “de paraquedas” se engana. O time tem objetivo de ser campeão e vai jogar de igual para igual contra o rival goianiense, como destacou Vitor Braga, um dos destaques do time na competição.

Mais do que chegar à decisão com moral, prefiro que nos olhem com respeito e reconhecimento por sermos uma equipe que mostrou ser capaz. Temos totais condições de nos sagrarmos campeões, ainda que saibamos que iremos enfrentar mais uma equipe grande, como o Vila – afirmou.

Na grande decisão, Cléber Gaúcho deve mandar a campo Jordan; Baiano, Gut, Danrlei, Mateus Rodrigues; Lúcio, André, Vitor Braga; Ronald, Matheus Martins e Lucão.

Comentários