Esportes

Em momentos opostos, Goiás e Vila Nova se enfrentam pela Série B

Tigrão chega para o clássico sem treinador e com três derrotas consecutivas; Esmeraldino é o segundo melhor time da Série B

diario da manha
Equipes se enfrentam em fases distintas (Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC)

É fim de semana de clássico estadual na Série B. O Vila Nova enfrenta o Goiás nesta sexta-feira (25), às 21h30, no OBA, pela sétima rodada da Série B. As equipes chegam em fases completamente distintas para o jogo. Se do lado Esmeraldino as coisas estão fluindo bem, o mesmo não dá pra dizer do time colorado.

O Vila está em 16º lugar, o primeiro fora da zona de rebaixamento. Com apenas cinco pontos conquistados nos últimos seis jogos, o time vem de três derrotas consecutivas e chega para o clássico desfalcado no banco: Wagner Lopes foi demitido na manhã desta quinta-feira e Higo Magalhães comandará o Tigrão no clássico.

Higo, que é treinador das categorias de base, fará seu segundo jogo no comando do time principal, novamente contra o Goiás. Ele comandou o Vila na derrota por 1 a 0 contra os adversários desta sexta na terceira rodada do Goianão, quando Márcio Fernandes foi demitido.

Wagner Lopes ficou apenas 23 jogos no comando do Vila, somando nove vitórias, sete empates e sete derrotas, com um aproveitamento de 49%. Nos últimos dez jogos sob seu comando, o clube venceu apenas uma partida. O nome de Emerson Maria, que treinou o Tigrão entre 2017 e 2018, aparece como possível substituto.

Dentro de campo, o atual campeão da Série C tem os desfalques do atacante Dudu e dos zagueiros Rafael Donato e Saimon, que continuam sob cuidados do departamento médico. Kelvin e Pedro Júnior, que saíram de campo reclamando de dores, estão liberados e podem figurar dentre os onze iniciais.

Higo pode mandar o Tigrão a campo com Georgemy; Pedro Bambu, Wallison Maia, Renato, William Formiga; Deivid, Arthur, Cássio Gabriel; Alesson, Pedro Júnior (Renan Mota) e Kelvin.

Por outro lado, o Goiás vive um momento muito mais confortável. É o segundo colocado do campeonato, com 11 pontos, cinco atrás no líder Náutico, que está com 100% de aproveitamento no Brasileirão. O alviverde tem três vitórias, dois empates e apenas uma derrota até aqui, tendo sofrido apenas três gols.

Pintado, que assumiu o favoritismo do time e disse que “gosta de trabalhar com esse tipo de pressão”, terá apenas um desfalque para o confronto: o atacante Diego, que esteve fora da vitória sobre o Avaí na última rodada, continua o tratamento.

A tendência é que o Esmeraldino repita o mesmo que entrou em campo na última terça, com Tadeu; Apodi, David Duarte, Reynaldo, Hugo; Caio Vinícius, Breno, Élvis, Luan Dias; Bruno Mezenga e Alef Manga.

Comentários