Esportes

Brasil x Canadá se enfrentam de olho nas semifinais das Olimpíadas de Tóquio

Confronto vai ser o quinto entre as equipes desde que Pia Sundhage assumiu a seleção, e até o momento foram duas vitória do Brasil e dois empates

diario da manha
Foto: Sam Robles/CBF

Brasil e Canadá vão se enfrentar pela quinta vez, desde a chegada da técnica Pia Sundhage, para comandar a seleção feminina e dessa vez pelas quartas de finais das Olimpíadas de Tóquio. Nos confrontos até aqui as meninas de Pia não sabem o que é perder para as canadenses, foram quatro jogos, com duas vitórias brasileiras e dois empates.

Mas antes do confronto dessa sexta-feira, 30, a técnica sueca que comanda as meninas do Brasil falou sobre o jogo e que acredita no grupo e na união da equipe para chegar mais longe na competição.

“Acredito no poder de olhar positivamente para as situações, mesmo que eu considere que não jogamos bem contra a Zâmbia, na verdade, nós jogamos. Criamos chances, marcamos um gol importante. Para mim, tudo isso se resume à jornada, então tem que valer a pena ter tantos dias juntas, um bom time e buscar aproveitá-la”, disse a treinadora.

Em relação a partida dessa sexta-feira, a treinadora afirmou que espera que a equipe faça um bom jogo, e que o trabalho vem sendo feito com o intuito de encaixar as peças, ser táticas e marcar os gols na partida para sair com a vitória.

“Acho que se voltarmos ao Brasil com uma medalha as pessoas vão nos ouvir. Acho que vão nos ouvir mesmo se não levarmos uma medalha, mas é mais fácil prestar atenção em quem venceu. Esse jogo é muito importante e quero muito que a gente jogue bem e chegue às semifinais”, comenta a treinadora.

O Brasil chega às quartas de finais após duas vitórias e um empate na fase de grupos, com sete pontos conquistados e atrás apenas da Holanda, no critério de desempate. A equipe comanda pela sueca fez o último treino visando o duelo contra o Canadá na quinta-feira, 29.

Brasil e Canadá entram em campo na madrugada dessa sexta-feira, 30, às 5h no horário de Brasília e de olho em uma vaga na próxima fase das Olimpíadas.

Leia também:

Comentários