Esportes

Goiás e Náutico fazem confronto de invictos em Goiânia

Esmeraldino está não perde há quatro jogos, enquanto o Timbu, líder do campeonato, é o único que ainda não perdeu no Brasileirão

diario da manha
Esmeraldino quer voltar ao G-4 da Série B (Foto: Divulgação/Goiás EC)

O Goiás, invicto a quatro jogos e no G-4 desde o começo da competição, quer manter a boa sequência na Série B. Porém, a missão será difícil. O próximo compromisso do Esmeraldino, nesta sexta-feira (9) às 21h30 na Serrinha, pela décima rodada do campeonato, será contra o Náutico, líder e o único que ainda não perdeu no Brasileirão.

Nas últimas quatro rodadas, o alviverde acumula dois empates (com Vila Nova e Vitória) e duas vitórias (contra Avaí e Vasco). Na competição, soma quatro vitórias e quatro empates, além de uma derrota. Tem, ao lado de Coritiba e do próprio Náutico, a melhor defesa do campeonato com apenas quatro gols sofridos. O Goiás começa a rodada na quinta colocação, mas pode retornar ao G-4 em caso de vitória.

Pintado já sabe que não poderá contar com Élvis. O meia tomou o terceiro amarelo na partida contra o Vitória e está suspenso. Outras dúvidas rondam o time, como a presença do lateral Hugo, que sentiu lesão na coxa e os atacantes Diego e Vinícius, que liberados pelo Departamento Médico podem aparecer como opções.

Caso Hugo não tenha condições de jogo, Artur pode estrear com a camisa do Goiás. O jogador de 26 anos contratado junto ao Brasil de Pelotas, que chegou a chorar na apresentação nesta semana, já está regularizado. Outras mudanças podem acontecer no setor ofensivo, com o retorno de Bruno Mezenga e as possíveis escalações de Albano e Dadá Belmonte no time titular.

A provável escalação alviverde tem Tadeu; Apodi, David Duarte, Reynaldo, Hugo (Artur); Caio Vinícius, Breno, Albano (Miguel Figueira); Dadá Belmonte (Luan Dias), Bruno Mezenga e Alef Manga.

Já o Náutico é a sensação do campeonato. Líder com 21 pontos, os pernambucanos são donos do melhor ataque do campeonato, com 17 gols marcados e ainda não sabem o que é perder. São seis vitórias e três empates até aqui. Na última rodada se reencontrou com o caminho das vitórias, goleando o Operário-PR por 5 a 0, quebrando a sequência de três partidas de igualdade no placar.

O Timbu, que precisa vencer em Goiânia para manter a liderança já que o Coritiba, segundo colocado, tem apenas um ponto a menos, faz seu melhor começo de Série B, superando as campanhas de 2006 e 2011, anos dos acessos mais recentes do clube alvirrubro. Com 21 dos 27 pontos disputados conquistados, o time quer quebrar o recorde do Corinthians, que ficou os 12 primeiros jogos da Série B de 2008 invicto.

Hélio dos Anjos, que subiu o alvirrubro à Série A em 2006, terá reforço na defesa e no ataque. O zagueiro Camutanga e o atacante Kieza, principal jogador do Timbu na temporada, retornam depois de dois jogos fora por problemas musculares.

A dúvida do treinador é se mantem ou não o sistema com três atacantes. Caso escolha essa opção, Paiva faz a linha ofensiva com Kieza e Vinícius. Porém, se voltar ao formato tradicional em que está jogando, a escalação do Timbu terá Alex Alves; Hereda (Bryan), Camutanga, Wagner Leonardo, Bryan (Rafinha); Matheus Trindade, Rhaldney, Marciel (Paiva), Jean Carlos; Vinícius e Kieza.

Comentários