Esportes

Inglaterra bate a Dinamarca na prorrogação e vai à final da Euro pela primeira vez

Ingleses vencem de virada e enfrentam a Itália, invicta há 33 jogos, no próximo domingo, em casa

diario da manha
Inglaterra chega a primeira decisão de um grande torneio desde a Copa de 1966 (Foto: Divulgação/UEFA)

Os ingleses, mais uma vez, cantaram que “o futebol está voltando para a casa”. Com emoção, a Inglaterra bateu a Dinamarca por 2 a 1 em Wembley e confirmou presença na grande decisão da Euro 2020, neste domingo às 16h contra a Itália, em casa.

Damsgaard abriu para os nórdicos. Kjaer, contra, e Kane fizeram para os ingleses, que chegam pela primeira vez à uma final de Eurocopa para encarar os italianos, que acumulam uma invencibilidade de 33 jogos.

O primeiro tempo foi equilibrado. Tanto Inglaterra quanto Dinamarca criaram o mesmo número de chances de gol. Os dinamarqueses, que ficaram menos tempo com a bola nos pés na primeira etapa foi quem deu ritmo ao jogo e chegou ao gol aos 29 minutos, com Damsgaard, de falta.

Aos 38 minutos a Dinamarca marcou novamente, mas na baliza errada. Kjaer tentou cortar o cruzamento que tinha Sterling como destino e empurrou para o próprio gol.

Já o segundo tempo foi morno e de domínio inglês, que passou muito mais tempo com a bola nos pés mas sofreu para furar o bloqueio nórdico. Na melhor oportunidade, que veio do cabeceio de Maguire, Schmeichel apareceu bem para defender. Já do lado britânico, Pickford também fez bem seu papel na única vez em quem foi testado na etapa final.

Com o empate nos 90 minutos a decisão foi para a prorrogação. A tônica não mudou: a Inglaterra manteve o domínio, pressionando os adversários. Tamanho volume de jogo dos ingleses no ataque deu resultado – com uma ajuda da arbitragem.

Sterling fez boa jogada pela esquerda e foi derrubado por Maehle. O VAR checou e apontou pênalti para os ingleses. Kane foi para a bola e bateu no canto esquerdo. Schmeichel foi bem e pegou, mas o rebote voltou para os pés do camisa nove que não desperdiçou, virando o placar em Londres.

Sem pernas, a Dinamarca pouco fez. O chute prensado de Braithwaite foi o que mais levou perigo ao gol de Pickford na prorrogação. Melhor para os ingleses, que ao fim do jogo comemoraram a vaga na final.

tags:

Comentários