Esportes

Palmeiras goleia Santos e leva Copa São Paulo de Futebol Júnior

Endrick, Giovani e Gabriel Silva duas vezes marcaram os gols do título do Palmeiras

diario da manha

O Palmeiras se sagrou campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior pela primeira vez em sua história. A competição que não foi disputada em 2021 por conta da pandemia, terminou com o time do palestra fazendo a festa diante de seu torcedor no Allianz Parque ao vencer o Santos por 4 a 0.

A decisão começou com confusão fora das quatro linhas, pela definição do Allianz Parque como palco da grande final. A escolha do estádio teve reclamação por parte do Santos, que queria um campo neutro. Outro detalhe que chamou à atenção, foi a presença do público, ou seja, foi permitida apenas a torcida do Palmeiras. Vale lembrar que a questão da torcida já estava estabelecida no regulamento, que previa que o time de melhor campanha poderia ter o seu torcedor presente.

Do jogo em si propriamente dito, o Palmeiras não teve dificuldades, começou com pressão. E depois de cruzamento feito por Jhonatan, a zaga santista não cortou, e o grande nome do Palmeiras na competição, o atacante Endrick apenas empurrou para o fundo da rede para fazer 1 a 0 aos 6′ do primeiro tempo.

Enquanto o Santos tentava se encontrar no jogo, o Palmeiras aproveitava as oportunidades criadas. E cinco minutos depois, em mais uma jogada feita pela esquerda, Giovani recebeu, abriu espaço e bateu por cobertura para fazer 2 a 0 e aumentar a vantagem palmeirense no jogo.

O terceiro gol do Palmeiras não demorou, Dérick fez falta em Gabriel Silva, e o meia do time do palestra foi para a cobrança, ele contou ainda com um desvio na barreira, que matou tirou qualquer chances de defesa do goleiro santista e fazer 3 a 0 com menos de 20 minutos de jogo.

O Santos só começou a chegar a partir dos 20 minutos, mas sem assustar muito nas primeiras chegadas. As duas grandes chances do time da arena da baixada aconteceram após os 30′ da primeira etapa. Na primeira chance, após jogada feita pela direita, a zaga no Palmeiras não cortou, Rwan Seco recebeu a bola no susto dentro da área e arriscou, mas sem direção.

No primeiro tempo o Santos ainda perdeu o capitão e zagueiro Dérick, após ele receber o segundo cartão amarelo após uma falta no meia atacante Giovani do Palmeiras no meio de campo. Como já tinha cartão, o árbitro não pensou duas vezes, marcou a falta, aplicou o segundo amarelo e consequentemente o vermelho.

Com um a menos, o Santos pressionou nos últimos minutos e contou com um erro na saída de bola da zaga palmeirense, Fernandinho recebeu sozinho de frente para o gol e arriscou, mas a bola passou tirando tinta da trave.

Deu tempo do Palmeiras fazer mais um

Com o placar construído no primeiro tempo, o Palmeiras não precisou forçar muito e sim apenas administrar o resultado. Mas, os donos da casa tentaram forçar logo no início, porém a zaga do time da baixada santista cortou e armou o contra ataque. A bola chegou para Fernandinho que abriu espaço e bateu com perigo.

O Palmeiras chegou aos 6′ do segundo tempo, Giovani recebeu e saiu na cara do goleiro Diógenes que apareceu para fazer uma bela defesa, no rebote, a bola sobrou para Endrick, que arriscou, mas o goleiro do Santos bem posicionado defendeu.

A pressão não foi a mesma do primeiro tempo, mas o time do palestra conseguiu chegar ao quarto gol na partida. Vanderlan recebeu pela esquerda, levantou a cabeça e cruzou para dentro da área, o meia Gabriel Silva apareceu para cabecear e fazer 4 a 0 aos 8′ da etapa complementar.

O Santos voltou a chegar aos 18′, primeiro ao pressionar a zaga do Palmeiras, a bola sobrou com Ed Carlos que tentou duas vezes, na primeira ele carimbou o zagueiro adversário, na segunda ele fez o goleiro do Palmeiras trabalhar e colocar a bola para escanteio.

O Palmeiras por pouco não marcou o quinto, após cobrança de escanteio a zaga santista tentou cortar, mas o atacante João Pedro que acabou de entrar chegou nela primeiro, e o goleiro Diógenes apareceu para fazer a defesa.

Com o placar de 4 a 0 o Palmeiras se sagrou campeão da 52ª Copa São Paulo de Futebol Júnior, e conquistou o título pela primeira vez na sua história.

Leia também:

Comentários