Esportes

Possível venda de Michael para o Al Hilal pode render grana para o Goiás

Mecanismo de solidariedade pode fazer com que Goiânia e Goianésia também recebem um percentual do valor caso o negócio seja fechado

diario da manha
Michael comemorando seu gol contra o Botafogo: um dos quatro marcados em 41 jogos (Foto: André Durão/ge.globo)

O Goiás pode se dar bem caso o Flamengo efetue a venda do atacante Michael para o Al Hilal. Isso em razão do destaque o atacante ganhou na última temporada, e foi o artilheiro da equipe carioca no Campeonato Brasileiro da Série A.

Em 2020 o Flamengo pagou R$ 7,5 milhões de euros para adquirir os direitos de Michael junto ao Goiás, desde então o atacante jogou em 105 partidas pelo rubro-negro carioca e fez 23 gols.

A proposta do time árabe para contar com o atacante foi de R$ 45 milhões, mas o Flamengo negou vender o atacante por esse valor. Nesse momento, a investida do Al Hilal gira em torno de US$ 9 milhões de dólares, o que é equivalente a R$ 50 milhões de reais. O que inclusive teria agradado a diretoria rubro-negra, que admite a negociação e estuda uma forma de pagamento.

Nos bastidores dizem que o Al Hilal quer efetuar a compra e fazer o pagamento pelo atacante em duas parcelas, no entanto, o clube carioca quer que a negociação seja concretizada com o pagamento avista.

Caso o negócio seja fechado entre os dois clubes, o Goiás que tem direito de 5% do valor da negociação envolvendo o atacante, vai receber algo acima de R$ 2,5 milhões. Além do esmeraldino goiano, Goianésia e Goiânia podem receber uma grana, em função do mecanismo de solidariedade, para isso precisam apenas comprovar que tiveram participação na formação do atacante até os 23 anos junto à FIFA.

*Com informações da Sagres

Leia também:

Comentários