Esportes

Mesmo com vantagem, Dudu acredita em jogo difícil na casa do adversário

Para o lateral, a vantagem na primeira partida não é motivo para se contentar com o empate, e que a equipe rubro-negro possui a identidade em buscar abrir um placar independente se a situação é tranquila ou não.

diario da manha

O Atlético Goianiense venceu o Goiás por 1 a 0 na primeira partida da final do Campeonato Goiano e se encontra a um empate de conquistar o título do Goianão 2022. Os times se encontram novamente no próximo sábado, 2, no Estádio Hailé Pinheiro.

Após uma primeira partida repleta de polêmicas na arbitragem, o lateral atleticano, Dudu, acredita em um segundo duelo mais pesado, além da decisão ser na casa do rival, com o apoio da torcida. 

“Por se tratar de um clássico e uma final, creio que tudo que aconteceu deixou o jogo bem quente e muito disputado. Acredito que vai ser um jogo muito mais pegado e difícil que a primeira partida, já que será na casa do adversário. Será um jogo muito tenso, espero que a gente esteja concentrado nos 90 minutos para sair de lá com o título”, disse.  

No entanto, para o lateral Dudu, a vantagem na primeira partida não é motivo para se contentar com o empate, e que a equipe rubro-negro possui a identidade em buscar abrir um placar independente se a situação é tranquila ou não. 

“Desde que o Umberto chegou, nossa equipe busca jogar, e até por isso chegamos na final. Em nenhum momento que estivemos com a vantagem a gente se retraiu, ao contrário, colocamos a bola no chão e jogamos. Vamos marcar sim, tem que igualar na intensidade, mas vamos tentar jogar também, buscar gol a todo momento, porque se fizermos um gol lá estaremos muito perto do título”, disse Dudu. 

O Goiás terá um desfalque importante, o atacante Vinícius, que vem sendo destaque nas partidas pela equipe, deixou o campo no início da primeira partida após sentir fortes dores, e ao constatar lesão, a equipe esmeraldina não conta com o atacante. Mas o lateral Dudu acredita que mesmo sem o jogador, a partida pode ser difícil. 

“Facilita um pouco, mas quem entrar ali não está no Goiás à toa. Pode, sim, dar conta do recado. No primeiro jogo, entrou o Apodi, que é um cara que já jogou em muitos times no Brasil e foi bem por onde passou. No Goiás não é diferente. É um cara muito difícil de se marcar. Mas o Vinícius tem a qualidade dele e vinha em um grande momento. Mas quem entrar vai ser muito difícil de marcar”, afirma. 

Dudu ressalta a vontade da equipe em conquistar o título, e que independente do resultado, o foco do time é conseguir levantar a taça. 

“Acho que todo mundo sonha em fazer um gol em uma final, mesmo sendo zagueiro, lateral, volante ou qualquer jogador. Porém, o mais importante é a vitória, estar levantando o troféu. E o pensamento da equipe é esse, não importa quem vai fazer o gol, se vai ser 0 a 0, temos em mente que o queremos é ser campeão e coroar esse grande trabalho que foi feito no estadual. Ganhar um título sempre é especial. O Campeonato estadual tem seu devido valor e é um título muito importante, tanto para o clube, quanto para os jogadores”, finaliza.

Comentários