Esportes

Jair Ventura lamenta chance perdida por Apodi e destaca uma partida “taticamente muito equilibrado”

Jair Ventura elogiou o desempenho da equipe, que soube equilibrar a partida e até teve chance para empatar. E admitiu que não esperava pela escalação ofensiva da equipe adversária.

diario da manha

Em entrevista coletiva de pós-jogo, o técnico Jair Ventura lamentou a chance que Apodi perdeu para empatar no final da partida contra o Flamengo. O Goiás Esporte Clube foi derrotado pelo time carioca por 1 a 0 no Maracanã. Entretanto, o treinador ressaltou que não existe vilão e destaca a qualidade individual. 

“Tivemos a chance ali com o Apodi, mas deixar claro que não tem vilão, ele é um dos nossos artilheiros desde a minha chegada.  Ficamos tristes, lógico, pelo resultado, jogar contra o Flamengo no Maracanã acho que poucas equipes vão ter a bola, principalmente no segundo tempo, conseguimos jogar, e a qualidade individual prevaleceu”, ressaltou.

Jair Ventura elogiou o desempenho da equipe, que soube equilibrar a partida e até teve chance para empatar. E admitiu que não esperava pela escalação ofensiva da equipe adversária. 

“Acho que todos nós fomos pegos de surpresa, lógico não pela qualidade do elenco do Flamengo, mas nossa dúvida era se vinha Andreas ou João, e acabou vindo de Pedro. Então eles conseguiram pesar bastante nossa área, mas a equipe do Goiás fez um jogo taticamente muito equilibrado, tanto que tiveram poucas chances. Uma grande resposta pra quem assistiu o jogo hoje foi a torcida do Flamengo, que saiu vaiando seu time que venceu. É demérito deles ou mérito do Goiás? Mérito nosso”, avaliou. 

Questionado sobre as únicas três finalizações que o Goiás obteve na partida, e todas sem êxito, Jair Ventura argumenta que vem trabalhando com a equipe as finalizações e que os jogadores estão cientes sobre as cobranças neste aspecto.

“Não só eu cobro como eles sabem da importância. Muito se fala quando não tem chute a gol, mas, por exemplo, tiveram chutes de fora da área que foram na mão do Tadeu, muito menos perigosos do que a chance que o Apodi teve cara a cara em um chute pra fora. Então, muitas vezes os números são frios”, finalizou. 

Comentários