Esportes

Vila Nova: Rafinha destaca a honra em poder disputar titularidade com Ralf

O volante fala sobre a metodologia na nova comissão técnica e destaca que ainda não obteve tempo suficiente para o treinador implantar seu modelo de jogo.

diario da manha

O Vila Nova enfrentou a Chapecoense, sendo o primeiro duelo no comando de Dado Cavalcanti, a partida terminou no empate, sem gols. O volante Rafinha fala sobre a metodologia na nova comissão técnica e destaca que ainda não obteve tempo suficiente para o treinador implantar seu modelo de jogo. 

“Ainda não tivemos tempo para fazer mudanças, algumas coisas ele (Dado Cavalcanti) aperfeiçoou e tentou implantar, mas com pouco tempo não tem como. Com isso, ainda temos muitas coisas do Higo Magalhães, que também fez um excelente trabalho. Mas com a semana cheia o professor Dado vai alinhar e fazer coisas novas. Nós jogadores estamos preparados e à disposição para agregar ao que for melhor para o Vila Nova”, disse. 

Rafinha que disputa titularidade com Ralf destaca a honra que o atleta sente em poder competir posição com um jogador que possui uma bagagem grande dentro do futebol. O volante ressalta que considera Ralf um ídolo e referência na sua carreira. 

“Para mim é uma honra poder disputar posição com o Ralf, um cara que tem o prestígio e respeito de todos, não só pela história que ele tem dentro do futebol, mas pelo o que ele representa e vem fazendo no dia a dia. O Ralf é um exemplo para mim, é um ídolo dentro da minha profissão e posição. É uma disputa muito sadia, e acredito que quem ganha com isso é o professor Dado que tem atletas que são referência no futebol”, ressaltou.

O Vila tem uma semana para se preparar para o duelo diante do Grêmio no próximo domingo (29). Rafinha exalta a equipe vilanovense e destaca que cada partida é um final para o time goiano que busca  se afastar da zona de rebaixamento. 

“Nos não aceitamos a posição que estamos, o Vila Nova também é grande, um excelente clube, com jogadores qualificados, e vamos encarar da melhor forma possível, com seriedade, pois cada jogo para nós é uma final e contra o Grêmio não será diferente. Vamos ouvir o professor Dado durante a semana e fazer o que ele pedir”, finalizou.  

Comentários