Esportes

Flamengo reclama de pênalti e Felipão critica 'choradeira' após empate

O lance polêmico, que foi alvo dos comentários de ambos os lados ao fim da partida, aconteceu aos 22 minutos do segundo tempo

diario da manha
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

A arbitragem voltou a ser o centro das atenções no primeiro jogo entre Flamengo e Athletico-PR pelas quartas de final da Copa do Brasil, na noite de quarta-feira. Se a equipe carioca reclamou de um suposto pênalti não marcado, Luiz Felipe Scolari, técnico do time paranaense, criticou a “choradeira”.

O lance polêmico, que foi alvo dos comentários de ambos os lados ao fim da partida, aconteceu aos 22 minutos do segundo tempo. Dentro da área do Athletico-PR, Fernandinho puxou a camisa de Léo Pereira, que caiu na área. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira não marcou o pênalti por considerar que o puxão não teria sido suficiente para impedir a ação do zagueiro.

O jogador do Flamengo, contudo, criticou a decisão. “Fiquei parado e reclamando porque eu senti que ele me puxou, eu ia disputar a bola e ele me puxou, fiquei sem reação. Ele deu tantas faltas bobas no jogo e essa, na minha opinião, eu acho que fui puxado dentro da área. E é isso. Acho que foi pênalti”, afirmou Léo Pereira.

Em sua entrevista coletiva, Felipão foi menos diplomático. E atacou as faltas feitas por Arrascaeta ao longo da partida disputada no Maracanã. “Eles tão reclamando de alguma coisa? Foi vergonhoso, era para expulsar (o Arrascaeta) por 30 dias seguidos. Não só um. Não venha com choradeira, gritinhos de histeria.”

A reclamação do treinador se refere a uma falta dura do meia uruguaio em Erick nos minutos finais da partida. Para Felipão, o jogador do Athletico-PR poderia ter sofrido grave lesão. O treinador ainda reclamou de lance envolvendo Fernandinho e Gabriel Barbosa, em que ambos levaram o cartão amarelo.

Técnico do Flamengo, Dorival Junior tentou se esquivar de perguntas sobre a arbitragem, mas opinou que o juiz perdeu o controle da partida. “Houve um descontrole. Alguma coisa aconteceu. Não vou analisar novamente arbitragem. Não é do meu feitio lamentar arbitragem. Ele tem as características dele, eu respeito. Mas o Flamengo fez por merecer uma sorte melhor, independente da arbitragem.”

Os dois times voltam a se enfrentar pela Copa do Brasil daqui a três semanas. Após o empate sem gols no Maracanã, nenhum deles entrará em campo em vantagem na partida da volta, marcada para o dia 17 de agosto, na Arena da Baixada, em Curitiba. Antes disso, as duas equipes farão jogo pelo Brasileirão três dias antes, no Maracanã.

Leia também:

Comentários