Goiânia do amanha

Os locais históricos e pontos turísticos atuais da capital goiana

Veja quais são os lugares que marcaram a história de Goiânia, que comemora 86 anos no dia 24/10

diario da manha
Foto: Reprodução

A #GoiâniadoAmanhã e a equipe do DM online traz para você, os locais que marcaram a história da capital goiana, que comemora na próxima quinta-feira (24/10), 86 anos, desde sua fundação em 24 de outubro de 1933. A capital goiana, conta atualmente com mais de um milhão e trezentos mil habitantes, possui várias construções, monumentos, museus e diversos parques.

E apesar de alguns desses locais históricos passarem despercebidos pela rotina e pela pressa dos goianienses, todos resistem de pé para contar a história da cidade. Acompanhe nesta reportagem especial, os sete principais lugares históricos de Goiânia e os sete locais que atualmente são pontos essenciais de entretenimento.

Locais históricos:

  • Praça Cívica
Foto: Reprodução

A Praça Cívica foi inaugurada em 1933 e foi batizada como ponto de partida para a construção da cidade – hoje está em processo de revitalização. Considerada o marco central de Goiânia, a praça conta com muitos monumentos, edifícios cívicos, museus e o Palácio das Esmeraldas, sede oficial do governo. Um grande número de pessoas passam por este marco todos os dias.

  • Museu da Imagem e do Som
Foto: Reprodução

Localizado na Praça Cívica, o Museu possui um amplo acervo de discos, fitas, gravações e filmes. O museu traz a história da TV em Goiás a partir de fitas pertencentes à Coleção Brasil Central e passam por processo de restauração e digitalização. É um passeio que traz muito conhecimento e atrai qualquer tipo de público.

  • Museu Zoroastro Artiaga
Foto: Leoiran/Seduce

Criado em 1946, é o primeiro e mais antigo museu de Goiânia. No Museu Zoroastro Artiaga, também localizado na Praça Cívica, há exposições de arte sacra, arte popular, minerais e rochas características de Goiás, folclore e mais de mil discos em 78 rpm. O museu possui este nome, em homenagem ao maior pesquisador de Goiás, Zoroastro, responsável por reunir documentos relacionados a cultura indígena e mineralogia do estado.

  • Teatro Goiânia
Foto: Reprodução

O mais tradicional espaço cultural de Goiânia, foi inaugurado em 12 de junho de 1942. O Teatro Goiânia já foi palco de grandes apresentações artísticas e ainda é um dos principais espaços de apresentação de dança, teatro e música erudita e popular da cidade, tendo sido declarado Patrimônio Nacional em 2003. Integra o conjunto arquitetônico do projeto da cidade, que ainda possui outro teatro bastante conhecido na capital: o Teatro Rio Vermelho.

  • Grande Hotel
Foto: Reprodução/Mais Goiás

O Grande Hotel de Goiânia, inaugurado em 23 de janeiro de 1937, foi a primeira grande obra construída durante o governo de Pedro Ludovico Teixeira. O local recebia importantes hóspedes em visitas de Ludovico à capital e atualmente, o prédio recebe diversos eventos culturais.

  • Museu Pedro Ludovico
Foto: Reprodução/Naldo Mundim

Residência do fundador da capital, Pedro Ludovico Teixeira, o antigo casarão e agora, museu, tem arquitetura em Art-Déco preservada até hoje. Foi tombada pelo Patrimônio Histórico Estadual e transformada em museu em 1987. Possui um acervo constituído de 1836 peças entre porcelanas, mobiliário, vestuário, cristais e objetos de uso pessoal. Um passeio interessante para aqueles que se interessam em saber como era os ambientes há décadas atrás.

  • Vila Cultural Cora Coralina
Foto: Reprodução/Governo de Goiás

Desde sua inauguração, em outubro de 2013, eventos diários compõem a programação da unidade, como exposições de arte e fotografias, workshop, exibição de vídeo, oficinas, mostras de filmes promovidas por cineclubes, entre outros. Atualmente, a Vila Cultural recebe uma média de dois mil visitantes ao mês.

Pontos turísticos atuais:

  • Centro Cultural Oscar Niemeyer
Foto: Divulgação

O Centro Cultural Oscar Niemeyer abriga espaços culturais com exposições, feiras, apresentações e concertos. O espaço também é muito usado por goianienses e turistas para praticar esportes como andar de patins, bicicleta e skate.

  • Estádio Serra Dourada
Foto: Reprodução/AcervoGoiás

O Estádio Serra Dourada é um estádio desportivo localizado no setor Jardim Goiás. No estádio, acontece as partidas dos principais times de futebol da capital – Goiás, Atlético, Vila Nova e Goiânia. Além de outros eventos em geral, como shows musicais. Como em maio de 2013, onde recebeu o concerto do Beatle, Paul MacCartney.

  • Feira Hippie
Foto: Reprodução

A cidade de Goiânia tem o maior número de feiras livres, especiais e orgânicas do Brasil. E a Feira Hippie, fundada há mais de 10 anos, é o maior mercado a céu aberto da América Latina. É um dos pontos que mais recebe moradores e turistas na cidade, e conta com mais de 6 mil expositores de artesanato, vestuário e gastronomia. A feira acontece todos os domingos na Praça do Trabalhador. Outras feiras também famosas e tradicionais na capital são as feiras do Sol e da Lua.

  • Parque Vaca Brava
Foto: Reprodução/Vanessa Chaves

O Parque Vaca Brava, é o mais famoso entre todos os parques da capital. Na grande área verde, você encontra um grande lago e uma floresta com várias espécies de fauna e flora. Lá também é um ótimo espaço para passear, encontrar pessoas e praticar atividades físicas. O espaço é usado todos os dias para diversas atividades, desde aulões de prática física até shows. Há também, vários outros parques em Goiânia, como o Parque Flamboyant, Parque Areião e outros.

  • Mutirama
Foto: Reprodução/Vanessa Martins

O Mutirama é parque de diversão mais conhecido da capital. Localizado no centro de Goiânia, o parque foi inaugurado em 1969, e possui diversos brinquedos, como montanha-russa e trem fantasma. Também integram a área do Mutirama, o Parque dos Dinossauros e o Planetário da Universidade Federal de Goiás.

  • Beco da Codorna
Foto: Reprodução

O Beco da Codorna foi inaugurado no ano de 2014 e tornou-se reflexo da tendência do urbanismo que nasceu na cidade. Localizado na Avenida Anhanguera, o espaço caiu no gosto popular, representando uma verdadeira galeria a céu aberto prestigiando a cultura do grafite.

  • Bosque dos Buritis
Foto: Reprodução

Com a localização bem ao centro da cidade, o Bosque dos Buritis é um lugar muito usado pelos moradores da capital para relaxar durante o dia. Se você curte passeios ao ar livre, com certeza o parque é uma opção ideal. Por lá você encontra o Centro Livre de Artes, o Museu de Arte de Goiânia e um orquidário.

Comentários