Goiás

Caso Lázaro: SSP recebe cerca de 1 mil denúncias em 24 horas, mas maioria é falsa

O disque-denúncia começou a funcionar no domingo (20), para tentar ajudar na procura pelo suspeito.

diario da manha

A Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) informou na noite de segunda-feira (21) que recebeu aproximadamente 1 mil denúncias em 24h sobre o paradeiro de Lázaro Barbosa. Porém, a pasta disse que a maioria era falsa.

As buscas pelo criminoso já duram 14 dias na região de Cocalzinho de Goiás e conta com mais de 200 policiais. Os agentes passaram a contar também com 40 rádios comunicadores cedidos pelo exército.

Em nota, a secretaria informou que as buscas aconteceram durante o dia com ajuda de cães farejadores. Até o momento o suspeito ainda não foi preso. Segundo a secretaria a força-tarefa está avançando nas buscas a Lázaro e o cerco está ficando cada vez mais fechado.

Na manhã da última segunda-feira (21), uma moradora denunciou que viu um homem, parecido com o fugitivo, passar por uma propriedade rural. Segundo ela, ele estava mancando.

Policiais e bombeiros com cães farejadores acompanharam a mulher para fazer uma verificação na área. A chácara da família fica no limite entre Águas Lindas e Cocalzinho, regiões onde Lázaro Barbosa estaria escondido, de acordo com a polícia.

De acordo com a mulher, a família acordou com latidos dos cachorros, no bairro Águas Bonitas, em Águas Lindas de Goiás e viram um homem com uma mochila nas costas e mancando no quintal, a uma distância aproximada de 20 metros, o que pareceu suspeito.

A SSP reforça para que informações relevantes sejam encaminhadas para o disque-denúncia (61) 9 9839-5284.

Comentários