Goiás

Dia Nacional do Bombeiro será celebrado com entrega da Medalha Dom Pedro II e novas viaturas em Goiás

O evento contará com as presenças do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do secretário da Segurança Pública, Rodney Miranda, e do Comandante Geral do CBMGO, Coronel Esmeraldino Jacinto de Lemos.

diario da manha
Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira (02), é o Dia Nacional do Bombeiro e o Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO), irá celebrar essa data com uma série de eventos e entrega de medalhas.

“A solenidade serve para comemorar os avanços da Corporação, enaltecer o espírito patriótico dos goianos, divulgar a importância da Instituição e também de seus valiosos integrantes, homens e mulheres vocacionados, devotados e bem preparados para servir a sociedade com excelência”, afirma o CBMGO.

O evento terá início às 20 horas, no Quartel do Comando Geral do CBMGO, em Goiânia e contará com as presenças do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do secretário da Segurança Pública, Rodney Miranda, e do Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO), Coronel Esmeraldino Jacinto de Lemos.

Segundo o CBMGO, durante a solenidade será concedida a Medalha Dom Pedro II, a maior condecoração da Corporação, destinada a agraciar as instituições, autoridades e pessoas que tenham prestado relevantes e notáveis serviços à Corporação.

“Novas viaturas operacionais e equipamentos também serão entregues para o reforço do trabalho da Corporação. Ao todo, estão sendo investidos mais de R$ 4,4 milhões”, afirma.

O CBMGO atua nas áreas de combate a incêndios de todas as classes, inclusive em emergências com produtos químicos, explosivos e inflamáveis e material radiativo, busca e salvamento, socorro de emergência, salvamento náutico, prevenção de sinistros e apoio às ações de defesa civil, além da colaboração com prefeituras e outras instituições em campanhas ou emergências não programadas.

CBMGO combate a incêndios de todas as classes.
Foto: Divulgação.

De acordo com o CBMGO, a data lembra que em 2 de julho de 1856, o Imperador D. Pedro II assinou o Decreto Imperial n. 1.775, que regulamentou, pela primeira vez no Brasil, o serviço de extinção de incêndio. Naquela época, ao sinal de incêndio, o badalar dos sinos alertava homens, mulheres e crianças que ficassem em fila e, do poço mais próximo, passavam baldes de mão em mão, até chegarem ao local que estivesse em chamas.

Para oficializar a importância da profissão bombeiro, por decreto do presidente Getúlio Vargas, de 1954, foi instituído o 2 de julho como Dia Nacional do Bombeiro, em atendimento às demonstrações de agradecimento do povo brasileiro pelas frequentes provas de valor e bravura dos integrantes das Corporações de Bombeiros Militares.

Comentários