Goiás

Fazendeiro que ajudou Lázaro a fugir de força-tarefa em Cocalzinho de Goiás vira réu

Ao tornar o fazendeiro réu, a juíza Luciana Oliveira de Almeida Maia da Silveira considerou que a denúncia "encontra embasamento no inquérito policial que a acompanha.

diario da manha

O fazendeiro Elmi Caetano Evangelista, de 73 anos, se tornou réu por ajudar Lázaro Barbosa a fugir da força-tarefa que tentava capturá-lo. Elmi e o caseiro foram presos no dia 24 de junho em Girassol, distrito de Cocalzinho de Goiás. O processo contra o caseiro Alain Reis foi arquivado por falta de provas.

O Ministério Público denunciou o fazendeiro no dia 30. Ao tornar o fazendeiro réu, a juíza Luciana Oliveira de Almeida Maia da Silveira considerou que a denúncia “encontra embasamento no inquérito policial que a acompanha. Não há dúvidas de que os elementos que compõem o procedimento investigatório são suficientes para a instauração do processo penal, já que indicam, prima facie, a ocorrência de crime”.

Lázaro morreu em confronto com a polícia na manhã de segunda-feira (28). Segundo a Secretaria de Saúde de Águas Lindas de Goiás ele foi atingido por 40 tiros. Ele era suspeito de ser autor de uma chacina em Cêilandia e ficou foragido por 20 dias.

Comentários