Goiás

Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução da criminalidade em Goiás

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil, a criação de políticas de integração com as demais forças foi fundamental para esse impacto

diario da manha

De acordo com os dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, Goiás está em primeiro lugar na redução de homicídios, roubos e latrocínios. A queda dos índices é resultado das ações da Polícia Civil, que aumentou em quase 15% o número de operações no primeiro semestre de 2021, em relação ao mesmo período do ano passado.

As estatísticas positivas também estão relacionadas a ações pontuais da instituição, tais como definição de cargos táticos e estratégicos baseados em critérios técnicos e criação da Seção da Análise Criminal da Polícia Civil. A definição de políticas de polícia comunitária, como a criação de grupos especializados no atendimento de minorias, desaparecidos e proteção de animais.

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil, Alexandre Pinto Lourenço, a criação de políticas de integração com as demais forças também foi fundamental para esse impacto. “Foram várias as iniciativas. Além das ações técnicas e de ampliação de atendimento, criamos o programa de atendimento humanitário e um planejamento de operações anuais”, pontua.

De acordo com as estatísticas da Polícia Civil, entre janeiro e julho do ano passado, foram realizadas 1.717 operações. Em 2021, foram 1.742, 25 a mais que no primeiro semestre de 2020. As prisões em flagrante também tiveram um acréscimo de 9,35% no período, passando de 1.775 para 1.941.

Segundo os dados, o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão aumentaram 20,36% e 52,86%, respectivamente. No mesmo período, o número de Inquéritos Policiais remetidos ao Judiciário cresceu 57%, e o índice de resolutividade relativa de homicídios, por sua vez, teve acréscimo de 21,77%.

O número de homicídios registrados em Goiás no primeiro semestre de 2021 teve redução de 18,89%, em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2020, as ocorrências do tipo somaram 879, contra 713 em 2021. Os roubos em geral tiveram redução de 31,73% no mesmo período, assim como os roubos a veículos, que caíram 29,84% nesse intervalo. Latrocínios e estupros diminuíram 12% e 16%, respectivamente.

Leia também:

Comentários