Goiás

Projeto “Polícia Civil ao Seu Lado” leva atendimento às vítimas de violência doméstica e sexual

A ação inédita estende o serviço prestado pela Polícia Civil goiana aos pontos mais remotos do estado

diario da manha

A Polícia Civil de Goiás realizou, na última semana de julho, o projeto “Polícia Civil ao Seu Lado”, na cidade de Cavalcante (GO), com foco no atendimento às vítimas de violência doméstica e sexual. O trabalho faz parte de uma determinação do Delegado-Geral da Polícia Civil, Alexandre Lourenço, para o desenvolvimento de ações relativas ao atendimento de vulneráveis.

A ação inédita estende o serviço prestado pela Polícia Civil goiana aos pontos mais remotos do estado, como nas comunidades quilombolas localizadas na zona rural, distantes da capital e da sede do município.

A campanha, desempenhada pela 13ª Delegacia Regional de Posse, conta com várias vertentes. Uma delas foi a criação de uma força-tarefa para dar maior agilidade na conclusão de inquéritos relacionados a violência doméstica e abuso sexual, trabalho que já havia se iniciado duas semanas antes.

Durante a semana de realização da campanha, várias equipes de policiais civis fizeram atendimento às vítimas, por meio da Delegacia Móvel. Também realizou a confecção de RGs, por meio do Instituto de Identificação da PCGO.

“A região de Cavalcante é considerada bastante vulnerável e com alta incidência desses crimes, inclusive entre a comunidade Kalunga. Por isso, a cidade foi escolhida para iniciar a campanha”, afirma o delegado titular da Regional de Posse, Alexandre Câmara.

No total, 449 identidades (RGs) foram expedidos. Também foram concluídos e remetidos ao Poder Judiciário 18 inquéritos policiais, cumprido 1 mandado de prisão preventiva e 39 atendimentos especializados (oitiva de vítimas, testemunhas e atendimento psicológico).

O atendimento à população vulnerável foi realizado de forma intensiva, com o apoio da Delegacia Móvel. No veículo, que funciona como uma espécie de cartório, foi feito o trabalho de orientação e coleta de denúncias.

A Delegacia Móvel percorreu o município de Cavalcante ao longo da semana, além da zona rural (que inclui a comunidade Kalunga) e o município de Teresina de Goiás. Para reforçar o atendimento, foram enviados à região mais delegados, agentes de polícia e psicólogos, que fizeram o acompanhamento das vítimas de violência doméstica e sexual.

O Instituto de Identificação da Polícia Civil também atuou na campanha, com a confecção de carteiras de identidade, de  segunda, 26, a quinta-feira, 29. Ao todo, oito servidores trabalharam na emissão de RGs na região. Qualquer pessoa pôde buscar o serviço gratuito.

A 13ª Delegacia Regional de Posse engloba os 16 municípios do nordeste goiano. São eles:

  • Posse;
  • Jaciara;
  • Nova Roma;
  • Guarani de Goiás;
  • Simolândia;
  • Alvorada do Norte;
  • Buritinópolis;
  • Mambaí;
  • Damianópolis;
  • Sítio d’Abadia;
  • São Domingos;
  • Divinópolis de Goiás;
  • Campos Belos;
  • Monte Alegre;
  • Cavalcante;
  • Teresina de Goiás.

Leia também:

Comentários