Internacional

Estudante cega é estuprada por dois professores em escola

Ao saber que voltaria para o internato, a vítima revelou a uma tia e implorou para não retornar às aulas

diario da manha
Foto: Reprodução

Dois professores são procurados pela polícia da Índia, suspeitos de estuprar uma estudante cega por cerca de dois meses. Os crimes aconteceram na sala de música de uma escola para crianças com deficiência.

Os abusos sexuais cometidos por Chaman Thakor, de 62 anos, e Jayanti Thakor, de 30, foram descobertos pela família da menina, de 15 anos, no final das férias. Ao saber que voltaria para o internato na cidade de Ambaji, no estado de Gujarat, a vítima revelou a uma tia e implorou para não retornar às aulas.

A tia da menina entrou em contato com a polícia e detalhou os estupros. O primeiro foi cometido por Chaman, na sala de música e, três dias depois, por Jayanti. Ainda não existem informações de que os dois são parentes.

Estudante cega estava matriculada apenas para estudar música

A adolescente estava matriculada na instituição apenas para estudar música e tinha feito o ensino fundamental na aldeia em que nasceu. Os dois professores seguem foragidos.

Esse caso aconteceu um mês depois de uma mulher na Índia sofrer estupro coletivo dos sobrinhos e ser forçada, pelo ex-marido, a beber ácido na frente da filha.

Segundo um jornal local, a Índia registra quase 40 mil estupros a cada ano. Ativistas relatam, que provavelmente esse número é maior, já que muitas vezes as denúncias não aconteceram, por causa do estigma social e pela “falta de fé” dos investigadores.

Com informações do Metrópoles

Comentários