Internacional

Rainha Elizabeth teme dificuldades financeiras e pede para familiares pararem de gastar

À família real recebe do governo britânico cerca de £ 35 milhões por ano para se manter, porém o gasto anual ultrapassa esse valor.

diario da manha

As coisas não está fácil pra ninguém, nem mesmo para à família real. A Rainha Elizabeth II, líder da monarquia inglesa está preocupada com os impactos causados pela covid-19 nas finanças reais.

Alguns dias atrás à própria rainha enviou um memorando aos membros mais importantes da família real deixando claro a situação. Pediu para que todos “apertasse o cinto” e apropriado exagerar em luxos caros, ou então no próximo ano de 2021 muitos de seus gastos serão cortados.

À família real recebe do governo britânico cerca de £ 35 milhões (R$ 249,9 milhões) por ano para se manter, porém o gasto anual ultrapassa esse valor, que é coberto por outras fontes de renda da família real, como os valores que são cobrados para às visitas nos palácios reais.

Com o lockdown que ocorreu em Londres, as finanças da Casa de Windsor viu sua receita diminuir com o fechamento dos palácios em decorrência da covid-19. Até o momento a situação financeira da família é estável, pois a verba destinada à monarquia este ano já havia sido repassada pelo governo.

A grande preocupação é que os impactos da pandemia sejam sentidos apenas no ano de 2021, mesmo com as propriedades já tendo voltado suas atividades e recebendo turistas, ainda é um público muito reduzido, por questões de segurança.

A Rainha Elizabeth II se preocupa com a situação pois sempre que à família real está em crise financeira o assunto vem à tona ao público, dando argumentos para os Republicanos que tentam derrubar a monarquia para um sistema de governo mais justo e que priorize a todos.

*Com informações da Glamurama.

Comentários