Internacional

Homem é esfaqueado e agredido com frigideira incandescente por ex-namorada, na Inglaterra

Helen Fraser, admitiu ter ferido o ex-namorado e recebeu uma sentença suspensa de 20 meses na Corte da Coroa de Lewes.

diario da manha

Matt Kite de 55 anos, quase morreu após ser esfaqueado e agredido com frigideira incandescente pela ex-namorada, Helen Fraser de 52 anos em Hailsham, East Sussex, na Inglaterra. Os dois se conheceram na infância, em 2012 se reencontraram no facebook e em 2015 começaram a namorar.

Segundo Matt, o temperamento da mulher era complicado e que ela o fazia se sentir inútil. “Durante anos, Helen fez da minha vida um inferno. Todas as manhãs, eu não sabia que acordaria.”

De acordo com a vítima, em uma tarde de agosto de 2019 após uma briga, ele resolveu se deitar, foi quando Helen o atacou. Com uma faca de cozinha a mulher desferiu contínuos golpes nele e por milímetros um deles não atingiu a artéria principal.

Matt afirma que tentou se defender, mas Helen fugiu. Segundo ele, a mulher voltou minutos depois se desculpando e dizendo que o amava. Ele rastejou até a cama e acabou desmaiando por conta dos ferimentos. Matt conta que na manhã seguinte acordou tonto. “Eu mal consegui sair da cama, então passei o dia cochilando”, relata.

Matt disse que Helen se ofereceu para fazer algo para ele comer, mas quando voltou da cozinha, bateu em suas costas com uma frigideira incandescente. Ele ficou inconsciente e acordou no hospital ao lado de um policial.

Segundo ele, o agente disse que a própria mulher ligou para emergência e foi levada sob custódia. Ele recebeu pontos e curativos para suas queimaduras e teve alta. Matt afirma que resolveu denunciar para incentivar outros homens que sofrem abusos.

“Só quero que outros homens saibam que não estão sozinhos e que não tenham vergonha de falar contra seus agressores, disse Matt.

Em abril deste ano, Helen Fraser, 52, admitiu ter ferido o ex-namorado e recebeu uma sentença suspensa de 20 meses na Corte da Coroa de Lewes.

“Sua sentença foi uma piada. Ela poderia ter me matado. Nenhum abusador, não importa o sexo, deve se safar da violência. Helen era uma pessoa tão tóxica que estou feliz por ela ter saído da minha vida”, finaliza Matt.

Comentários