Internacional

Brasileiro é baleado na cabeça nos EUA

As s investigação estão avançada e a policia já tem alguns suspeitos do crime

diario da manha
Monica Elisei Marchezani/Arquivo pessoal

Um jovem brasileiro de 23 anos, após ser baleado na cabeça em Chicago, nos Estados Unidos, se encontra a quase um mês internado em estado crítico. João Pedro Elisei Marchezani, estava com a namorada e uma amiga no banco de trás do carro de um amigo, eles estavam indo para um bar, durante o trajeto o motorista do veículo percebeu que estava sendo seguido por um motociclista armado, com medo de um assalto, ele desviou e “fechou” o condutor da moto.

O motociclista reapareceu, acompanhado de uma segunda moto, onde havia dois homens. O passageiro da segunda moto, armado, disparou oito tiros contra o carro onde estava o brasileiro. Apenas João foi atingido, com uma bala que entrou pela nuca e atingiu seu cérebro.

Segundo a mãe de João, Monica Elisei Marchezani, a situação, foi totalmente gratuita e devastou completamente a família..

Monica, disse que os jovens estavam comemorando o novo apartamento que João e a namorada tinham acabado de alugar para morarem juntos. Eles tinham passado a tarde comprando objetos para o local e seu filho tinha cozinhado antes de saírem. Há dois meses, ela, o marido e um filho mais novo se mudaram para Cleveland, em Ohio, e João permaneceu em Chicago, onde estuda robótica. Mas o casal estava na cidade justamente para conhecer o novo lugar onde o filho iria morar.

Segundo ela, as investigação estão avançada e a policia já tem alguns suspeitos do crime, na região há muitas câmeras de seguranças o que ajuda muito na apuração das investigações. A mãe do jovem acredita será feita em breve.

João foi submetido a uma cirurgia, na qual chegou a ter uma parte do crânio removida. Em seguida, foi colocado em coma induzido. Apesar da autorização dos pais para a colocação de um dreno no cérebro, o procedimento não foi suficiente para reduzir o inchaço cerebral.

O fato ocorreu no dia 5 de setembro, desde então João vem lutando pela vida, no dia 27 de setembro, ele completou 23 anos de vida. E tem mostrado muita força já enfrentou uma pneumonia, e outras infecções.

“Devagarinho ele evolui bem. Saiu da UTI, na quinta-feira foi transferido para a unidade de trauma. Ainda está em situação crítica e corre risco de vida, mas evolui bem e não precisa mais de respirador”, disse a mãe.

“Ele não fala ainda, mas não se sabe se é pelo tempo que passou entubado. Mas conseguimos fazer leitura labial quando ele está mais calmo e menos cansado. Ainda não enxerga, mas seus nervos óticos não foram afetados. Não move o lado esquerdo, mas, pela minha fé, sei que vai mover”, completa Monica.

Embora os médicos ainda considerem cedo falar em um prognóstico sobre sua recuperação, a mãe tem fé que em breve ele voltaram para a casa.

O custo dos procedimentos médicos nos EUA, são extremamente caros, a família já começa a pensar nessas despesas médicas. O período de emergência, onde há risco de vida, o Medicaid cobre, mas depois é por conta da família.

“Os médicos já disseram, por exemplo, que temos que ter uma casa adaptada, e sabemos que vai haver uma longa recuperação física e neurológica, com muita fisioterapia também. Além disso, João não poderá trabalhar por um bom tempo”, lembra a mãe.

Uma campanha foi iniciada por um amigo da família para arrecadar dinheiro para as despesas emergenciais, no site GoFunfMe, o valor de US$ 50 mil já quase foi arrecadado, mas ainda não será suficiente.

Foi cadastrada uma chave Pix para arrecarda doações vindas do Brasil:

Antonio Flavio Passos Marchezani CEF – AG: 3216 (OP:001) – C/C: 1157-7 CPF: 256.532.838-94

Comentários