Internacional

Morre David Sassoli, presidente do Parlamento Europeu, aos 65 anos

Sassoli lutava há meses contra problemas de saúde, desde que sofreu uma pneumonia em setembro

diario da manha

Em um hospital na Itália, morreu nesta terça-feira o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, aos 65 anos, informou seu porta-voz, Roberto Cuillo. Sassoli foi um jornalista italiano que trabalhou na política em defesa dos oprimidos e conquistou sua trajetória até o Parlamento.

Nenhum detalhe foi fornecido pelo Twitter de Cuillo. Sassoli estava hospitalizado desde o dia 26 de dezembro devido ao funcionamento anormal de seu sistema imunológico, disse o porta-voz, em comunicado divulgado um dia antes da morte do presidente do Parlamento.

Sassoli lutava há meses contra problemas de saúde, desde que sofreu uma pneumonia em setembro. Sua saúde declinou constantemente e ele foi forçado a perder várias reuniões legislativas importantes. “Na última semana de dezembro houve um agravamento da doença e, em seguida, os dias finais de sua batalha”, disse Cuillo ao Sky TG24 da Itália.

O presidente do Conselho da União Europeia, Charles Michel, chamou Sassoli de “um europeu sincero e apaixonado”. “Já sentimos falta de seu calor humano, sua generosidade, sua simpatia e seu sorriso”, disse. “Estou profundamente triste com a terrível perda de um grande europeu e orgulhoso italiano”, disse Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, no Twitter. “David Sassoli foi um jornalista compassivo, um excelente Presidente do Parlamento Europeu e, acima de tudo, um querido amigo.”

Sassoli foi eleito pela primeira vez para o Parlamento Europeu em 2009. Em 2014, conquistou outro mandato e atuou como vice-presidente. Foi sua carreira como apresentador de rádio na Itália que se tornou um trampolim para sua trajetória política. Fonte: Associated Press.

Leia também:

Comentários